30/03/2012

EDUCAÇÃO

Educar Educador 2012

Com o tema "Família, Sociedade e Escola: onde pretendemos chegar?", evento reunirá educadores para discutir os principais temas da educação

De 16 a 19 de maio, será realizada a 19ª edição da maior feira sobre educação da América Latina, a Educar Educador 2012, em São Paulo. O evento reunirá educadores brasileiros e internacionais para discutir os principais temas da educação. A equipe da revista Educação também estará presente no encontro. A editora Beatriz Rey apresentará o talk show com o sociólogo Simon Schwartzman sobre o impacto dos rankings e dos índices de avaliação na gestão da instituição de ensino. Camila Ploennes, subeditora de Educação, conduzirá um talk show sobre o tema desafios do relacionamento entre professor e aluno, escola e família, com o psiquiatra Içami Tiba.

Este ano, o tema central do evento é "Família, Sociedade e Escola: onde pretendemos chegar?", com o objetivo de discutir o papel de cada uma destas entidades dentro da formação educacional e do desenvolvimento humano.

Serviço: 19ª Educar Educador - Congressos e feira internacional de educação

Data: 16 a 19 de maio de 2012

Local: Local: Centro de Exposições do Imigrante - Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 - São Paulo

Inscrições: http://www.futuroeventos.com.br/educar/congresso-educador/inscricoes/

16 de maio, quarta-feira, das 18h às 19h30.

Como superar os desafios do relacionamento professor x aluno e escola x família, nos tempos atuais

Içami Tiba.

Apresentação: Camila Ploennes

Educador - Talk Show

19 de maio, sábado, das 8h30 às 10h

O impacto dos rankings e dos índices de avaliação na gestão da instituição de ensino

Simon Schwartzman

Apresentação: Beatriz Rey

Management - Talk Show

A programação completa da Educar Educador 2012 pode ser vista no link http://www.futuroeventos.com.br/educar/wp-content/themes/twentyeleven/programacao.html





29/03/2012

Estudantes de Direito

Da esquerda para a direita:  Caio, Diego (novo líder da turma),
Jairo e Tarciso
Ao centro, o jornalista Nilson Ericeira absorve
ensinamentos dos colegas

POLÍTICA

PROFESSOR WELINGTON CONFIRMA QUE É PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR DE SÃO LUÍS


PROFESSOR WELINGTON, DO CURSO WELINGTON, FALOU HOJE Á RÁDIO CAPITAL, NO PROGRAMA TRIBUNA DA CAPITAL, QUEM TEM COMO TITULAR O RADIALISTA RENATO SOUSA E QUE TAMBÉM É APRESENTADO POR RENATO SOUSA JÚNIOR.

O PROFESSOR WELINGTON FOI ENTREVISTADO POR ALBERTO LEITÃO, REPÓRTER DA RÁDIO CAPITAL.

O PROFESSOR FOI QUESTIONADO SOBRE A POLÊMICA QUE ENVOLVEU SEU NOME DURANTE TODA SEMANA EM RELAÇÃO A SUA PRÉ-CANDIDATURA A VEREDOR DE SÃO LUÍS PELO PSL, PARTIDO QUE É FILIADO, SOBRE DESENTENDIMENTOS QUE TERIA TIDO COM OS VEREADORES FRANCISCO CARVALHO E ISAIAS PEREIRINHA; TAMBÉM A RESPEITO DAS ELEIÇÕES EM QUE FOI CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL E QUE OBTEVE CERCA DE 23 MIL VOTOS; E SE TERIA DITO, EM REUNIÃO, QUE SERIA INTELIGENTE RICO E BONITO.

O PROFESSOR WELINGTON NEGOU QUE HOUVESSE ALGUM ANIMOSIDADE ENTRE ELE E AS LIDERANÇAS DO PARTIDO. ADINTOU QUE EM REUNIÃO DISSE QUE LAMENTAVA QUE O PSL NÃO TIVESSE HOJE UM DEPUTADO FEDERAL POR FALTA DE APOIO. TAMBÉM SE REFERIU A SUA CANDIDATURA A DEPUTADO FEDERA, DECLAROU QUE É MUITO GRATO PELOS VOTOS RECEBIDOS E QUE ERAM FRUTO DE UM TRABALHO E QUE SEU FOCO É A EDUCAÇÃO E EMPREGO. JÁ EM RELÇÃO A SUA CANDIDATURA, DECLAROU QUE O PSL DEVERIA SE ORGULHAR DE TER EM SEUS QUADROS VÁRIAS LIDERANÇAS, QUE O PARTIDO JÁ TEM DOIS VEREADORES E QUE SÃO LIDERANÇAS COM MANDATOS E NÃO HÁ POR QUE TER PREOCUAPÇÃO E QUE ELE ESTÁ NO PARTIDO PARA SOMAR. ADIANTOU TER RECEBIDO VÁRIOS CONVITES DE OUTROS PARTIDOS, MAS QUE PREFERE O PSL POR SE IDENTIFICAR. ENFATIZOU QUE SÉ PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR E VAI CONCOCORRER A UMA DAS 31 VAGAS NA CÂMARA MUNICIAPL DE SÃO LUÍS.

O ENTREVISTADO NEGOU VEEMENTEMENTE QUE TENHA DITO QUE É BONITO, INTELIGENTE E RICO. ELE RESPONDEU: “É UM VERDADEIRO ABSURDO, SENDO UMA PESSOA BASTANTE HUMILDE, JAMAIS DIRIA UMA INGNORÂNCIA DESSAS, SERIA MUITA IGNORÂNCIA DA MINHA PARTE”. REFERIU-SE AINDA AO PERÍODO EM QUE SERVIU O EXÉCITO BRASILEITO E QUE, SEGUNDO ELE, APRENDEU MUITO DE POLÍTICA E QUESTÕES SOCIAIS.

QUE NÃO PARTICIPOU DA ÚLTIMA REUNIÃO DO PARTIDO PORQUE ESTAVA VIAJANDO E QUE PARTICIPOU DA REUNIÃO ANTERIOR.

COLOCOU-SE À DISPOSIÇÃO DA IMPRENSA DO MARANHÃO PARA EVENTUAIS ESCLARECIMENTOS E, EM PARTICULAR À RÁDIO CAPITAL QUE, É A PRIMEIRA EMISSORA A ENTREVISTÁ-LO.

EDUCAÇÃO

Brasileiro lê, em média, quatro livros por ano


O brasileiro lê em média quatro livros por ano e apenas metade da população pode ser considerada leitora. É o que aponta a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada dia 28 de março, pelo Instituto Pró-Livro. O estudo realizado entre junho e julho de 2011 entrevistou mais de 5 mil pessoas em 315 municípios.

Em 2008, o instituto divulgou pesquisa semelhante que apontava a leitura média de 4,7 livros por ano. Entretanto, a entidade não considera que houve uma queda no índice de leitura dos brasileiros, já que a metodologia da pesquisa sofreu pequenas alterações para torná-la mais precisa.

De acordo com o levantamento, o Brasil tem hoje 50% de leitores ou 88,2 milhões de pessoas. Se encaixam nessa categoria aqueles que leram pelo menos um livro nos últimos três meses, inteiro ou em partes. Entre as mulheres, 53% são leitoras, índice maior do que o verificado entre os entrevistados do sexo masculino (43%).

Ao perguntar para os entrevistados quantos livros foram lidos nos últimos três meses, período considerado pelo estudo como de mais fácil para lembrança, a média de exemplares foi 1,85. Desse total, 1,05 exemplar foi escolhido por iniciativa própria e 0,81 indicados pela escola.

Entre os estudantes, a média de livros lidos passa para 3,41 exemplares nos últimos três meses. Os alunos leem 1,2 livro por iniciativa própria, divididos entre literatura (0,47), Bíblia (0,15), livros religiosos (0,11) e outros gêneros (0,47).

De acordo com o estudo, a Bíblia aparece em primeiro lugar entre os gêneros preferidos, seguido de livros didáticos, romances, livros religiosos, contos, literatura infantil, entre outros.

Autor: Agência Brasil
http://agenciabrasil.ebc.com.br/

EDUCAÇÃO

Ministério divulga lista de obras aprovadas para escolha final das escolas


Foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 28, portaria com a lista de obras aprovadas no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) para 2013. Os livros serão apresentados às escolas no Guia do Livro Didático 2013, publicado pela Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação.

Foram aprovados 125 títulos, nas categorias ciências; alfabetização matemática e matemática; alfabetização e letramento e língua portuguesa; história; história regional; geografia, e geografia regional.

Os livros foram submetidos a uma avaliação pedagógica realizada por instituições públicas de educação superior, de acordo com as orientações e diretrizes estabelecidas pelo MEC. Os avaliadores emitiram pareceres indicando a aprovação da obra, a aprovação condicionada à correção de falhas pontuais ou a reprovação das obras.

Os detentores dos direitos autorais das obras que necessitam de correções devem entregá-las corrigidas em até 15 dias. Para as obras reprovadas, os recursos podem ser apresentados em até 10 dias.

Os detentores dos direitos autorais podem acessar os pareceres sobre as obras por meio do Sistema de Material Didático (Simad).

PNDL – o programa tem como principal objetivo subsidiar o trabalho pedagógico dos professores, por meio da distribuição de coleções de livros didáticos aos alunos da educação básica. Após a aprovação das obras, o Ministério da Educação publica o Guia de Livros Didáticos com resenhas das coleções consideradas aprovadas. O guia é encaminhado às escolas, que escolhem, entre os títulos disponíveis, aqueles que melhor atendem ao seu projeto pedagógico.

PROFESSOR WELINGTON CONFIRMA QUE É PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR DE SÃO LUÍS


PROFESSOR WELINGTON, DO CURSO WELINGTON, FALOU HOJE Á RÁDIO CAPITAL, NO PROGRAMA TRIBUNA DA CAPITAL, QUEM TEM COMO TITULAR O RADIALISTA RENATO SOUSA E QUE TAMBÉM É APRESENTADO POR RENATO SOUSA JÚNIOR.

O PROFESSOR WELINGTON FOI ENTREVISTADO POR ALBERTO LEITÃO, REPÓRTER DA RÁDIO CAPITAL.

O PROFESSOR FOI QUESTIONADO SOBRE A POLÊMICA QUE ENVOLVEU SEU NOME DURANTE TODA SEMANA EM RELAÇÃO A SUA PRÉ-CANDIDATURA A VEREDOR DE SÃO LUÍS PELO PSL, PARTIDO QUE É FILIADO, SOBRE DESENTENDIMENTOS QUE TERIA TIDO COM OS VEREADORES FRANCISCO CARVALHO E ISAIAS PEREIRINHA; TAMBÉM A RESPEITO DAS ELEIÇÕES EM QUE FOI CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL E QUE OBTEVE CERCA DE 23 MIL VOTOS; E SE TERIA DITO, EM REUNIÃO, QUE SERIA INTELIGENTE RICO E BONITO.

O PROFESSOR WELINGTON NEGOU QUE HOUVESSE ALGUM ANIMOSIDADE ENTRE ELE E AS LIDERANÇAS DO PARTIDO. ADINTOU QUE EM REUNIÃO DISSE QUE LAMENTAVA QUE O PSL NÃO TIVESSE HOJE UM DEPUTADO FEDERAL POR FALTA DE APOIO. TAMBÉM SE REFERIU A SUA CANDIDATURA A DEPUTADO FEDERA, DECLAROU QUE É MUITO GRATO PELOS VOTOS RECEBIDOS E QUE ERAM FRUTO DE UM TRABALHO E QUE SEU FOCO É A EDUCAÇÃO E EMPREGO. JÁ EM RELÇÃO A SUA CANDIDATURA, DECLAROU QUE O PSL DEVERIA SE ORGULHAR DE TER EM SEUS QUADROS VÁRIAS LIDERANÇAS, QUE O PARTIDO JÁ TEM DOIS VEREADORES E QUE SÃO LIDERANÇAS COM MANDATOS E NÃO HÁ POR QUE TER PREOCUAPÇÃO E QUE ELE ESTÁ NO PARTIDO PARA SOMAR. ADIANTOU TER RECEBIDO VÁRIOS CONVITES DE OUTROS PARTIDOS, MAS QUE PREFERE O PSL POR SE IDENTIFICAR. ENFATIZOU QUE SÉ PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR E VAI CONCOCORRER A UMA DAS 31 VAGAS NA CÂMARA MUNICIAPL DE SÃO LUÍS.

O ENTREVISTADO NEGOU VEEMENTEMENTE QUE TENHA DITO QUE É BONITO, INTELIGENTE E RICO. ELE RESPONDEU: “É UM VERDADEIRO ABSURDO, SENDO UMA PESSOA BASTANTE HUMILDE, JAMAIS DIRIA UMA INGNORÂNCIA DESSAS, SERIA MUITA IGNORÂNCIA DA MINHA PARTE”. REFERIU-SE AINDA AO PERÍODO EM QUE SERVIU O EXÉCITO BRASILEITO E QUE, SEGUNDO ELE, APRENDEU MUITO DE POLÍTICA E QUESTÕES SOCIAIS.

QUE NÃO PARTICIPOU DA ÚLTIMA REUNIÃO DO PARTIDO PORQUE ESTAVA VIAJANDO E QUE PARTICIPOU DA REUNIÃO ANTERIOR.

COLOCOU-SE À DISPOSIÇÃO DA IMPRENSA DO MARANHÃO PARA EVENTUAIS CLARECIMENTOS E, EM PARTICULAR À RÁDIO CAPITAL QUE, É A PRIMEIRA EMISSORA A ENTREVISTÁ-LO.



Estrela

Percebi teu brilho
É néctar...
Exalei em mim
É amor...

Notei teu jeito
Ficou em mim teu olhar
Avistei no horizonte, amor
Mas ofusquei desejos...

Estrela
Vem estrelar meu coração
Guiar-me com essa luz do olhar
Recebe-me no clarão do teu coração
Concebe-me em ti.

Estrela
Alimenta meu desejo de ti
É fome,
Fome de amar
Ama, lapida esse amor que é teu
Liberta-me nessa imensidão de amar
Quero ser pássaro e,
Num revoar me encontrar em ti.

Estrela
Constelações em mim
És o brilho que em mim resplandece
Amor...

Encanta-me, silencia e, no teu clarão
Anuncia-me a minha paz comigo
Dá-me teu céu e constelações em mim.

Nilson Ericeira
Robrielli

26/03/2012

Audiência Pública discutirá venda de livros em escolas particulares

Representantes da Associação dos Livreiros do Estado do Maranhão (Alem), de pais e responsáveis de alunos da rede particular de ensino, de entidades de classe das escolas particulares, do Ministério Público Estadual, Procon, Ordem dos Advogados do Brasil e do Gabinete do Deputado Alexandre Almeida (PSD) participam de uma audiência pública nesta quarta-feira, 28, na Assembleia Legislativa, para debater a comercialização de livros e material escolar em escolas particulares.




A audiência pública acontecerá nesta quarta-feira, 28, às 8h30, na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa, onde funciona a Comissão de Educação. A reunião atende uma antiga reivindicação dos pais de alunos da rede particular de ensino do Estado, que querem disciplinar a venda de livros didáticos e paradidáticos nas escolas da rede particular de ensino. A natureza fiscal e jurídica dessas escolas não propõe venda. Portanto é irregular, pois gera sonegação de impostos.
“Essa é uma reivindicação dos pais de alunos que a Associação dos Livreiros do Maranhão abraçou. Vamos somar forças para promover o disciplinamento e a regulamentação do setor e evitar abusos e prejuízos aos consumidores, aos pais de alunos, livreiros e à economia popular”, explica Edilson Dominici, presidente da Alem. “Se a escola quer vender livros que ela tenha um CNPJ de livraria e pague os referidos impostos. É preciso disciplinar”, informa o livreiro Hélio Ricardo Macedo.
Denúncias sobre vendas casadas e revenda de material escolar - Muitas escolas também praticam ilegalmente a venda casada. Livros solicitados na lista de material escolar estão à venda unicamente na própria sede da escola e não nas livrarias da cidade. Os pais de alunos são obrigados a comprar somente na referida escola. Algumas editoras repassam os livros diretamente às escolas, que praticam comércio ilegal, sem dar nota fiscal. Ao contrário das livrarias, essas escolas não pagam impostos sobre essas vendas, prejudicando a economia popular.
Outra irregularidade constatada é o caso de escola que propõe a livraria a compra da sobra do material escolar entregue pelos próprios pais de alunos. Prática abominável no mercado. Há ainda casos de editoras que botam o estoque antigo consignado para ser vendido nas escolas e os próprios professores reconhecem que há livros no mercado mais atualizados e completos que os livros vendidos pela escola. Livreiros e pais de alunos querem a regulamentação deste setor.

DIGNIFICANDO A PROCURAÇÃO DO POVO

Audiência pública na AL discutirá políticas sobre a Síndrome de Down  

A deputada Eliziane Gama (PPS) repercutiu na tribuna da Assembleia Legislativa a passagem do Dia Nacional das Pessoas com Síndrome de Down. Ela informou que no próximo dia 12 de abril a Casa realizará uma audiência pública para discutir a política estadual de atendimento às famílias e às crianças e adolescentes que convivem com Down.
“Estaremos com a Associação Maranhense das famílias com Síndrome de Down. Vamos discutir a política estadual que faz atendimento a estas famílias, o programa de educação, de saúde, e todas as demais ações que precisam ser empreendidas em relação a estas famílias”, explicou.
Eliziane Gama destacou a capacidade de realização de diversas atividades, entre elas as atividades artísticas. Ela enfatizou a importância de combater o preconceito.
“A capacidade de inteligência, de mentalização, de informação é fantástica destas crianças e adolescentes, que fazem apresentações teatrais, artísticas e têm um rendimento escolar grande. Infelizmente isso não é valorizado muitas vezes", disse.
 Ela finalizou cumprimentando todas as pessoas com Síndrome de Down. “Ficam os meus cumprimentos a todas essas famílias que vencem o preconceito, passam pela discriminação e também pela exclusão pelo não atendimento da política de saúde e de educação”, enfatizou
Assecom /Assembleia Legislartiva
http://www.al.ma.gov.br



EDUCAÇÃO

Brasil Alfabetizado


A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) realiza, segunda (26) e terça-feira (27), a Formação do Livro Didático "Meta do Saber: Letramento na Alfabetização de Jovens e Adultos", do programa Brasil Alfabetizado (PBA). A capacitação está acontecendo no Auditório do Prédio da Seduc do Monte Castelo - Rua Conde D'Eu, nº 140, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Leia mais:
www.seduc.ma.gov.br

SÃO LUÍS: DIA-A-DIA

O Prefeitura de São Luís tem 'olhado ' os problemas da cidade pelo retrovisor.
 E, em dias de chuvas, valha-me Deus! Mas têm coisas que a Prefeitura faz
e você nem ver.

EDUCAÇÃO

Maranhão é destaque na Feira Brasileira de Ciências

Sara Nascimento Reis e Laryssa de Sousa Camelo conquistaram o prêmio de destaque na Feira Brasileira de Ciências

Alunas de Imperatriz, uma das maiores cidades do Maranhão, que estudam no Colégio Militar Tiradentes receberam o certificado de reconhecimento internacional do curso de inglês International Business Machines (IBM) e conquistaram o prêmio de destaque na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace).

Nossos parabéns a Sara Nascimento Reis e Laryssa de Sousa Camelo que tiveram orientação do professor Gesivaldo dos Santos Silva.

As alunas da escola pública do Maranhão se destacaram e nos orgulharam com seus talentos e defenderam o projeto “Desenvolvimento de recursos computacionais para análise e interpretação parabólica das funções quadráticas utilizando o Maple visando melhorias no processo ensino-aprendizagem”, apresentado na Febrace, realizada na Universidade de São Paulo (USP).

Leia mais:
Fonte: Ascom/Seduc
http://www.educacao.ma.gov.br

AGRADECIMENTO




EMBORA ME TENHA FALTADO TEMPO PARA ATUALIZAR ESTE BLOG DA FORMA QUE GOSTARIA, SINTO-ME SATISFEITO COM MAIS DE DOZE MIL ACESSOS DESDE O LANÇAMENTO.

UMA MARCA MUITO SIGNIFICATIVA, UMA VEZ QUE NÃO TENHO COLOCADO TODAS AS IDEIAS AS QUAIS PRETENDO.

A TODOS QUE TÊM ACESSADO ESTA PÁGINA, SAIBAM QUE PREZO O SER HUMANO PROCURANDO SEMPRE FAZER O MELHOR. NOS MEUS DIAS TENHO BUSCADO BONS RELACIONAMENTOS ATÉ MESMO NAS DIVERGÊNCIAS. ISSO TEM ME FEITO UM SER DIFERENTE, NÃO COMO UMA EXCEÇÃO, MAS A REGRA É E SERÁ SEMPRE O RESPEITO MÚTUO. DEVEMOS, PORTANTO, AMAR-NOS DA MESMA MANEIRA QUE NOS ENSINA NOSSO DEUS.

PODEM TER CERTEZA QUE ESTOU IMPULSIONADO A TRAZER POSTAGENS MAIS IMPORTANTES, HIFENIZAR MELHOR (SIC) E PRODUZIR ARTIGOS, EM QUE POSSA CONTINUAR EXPRESSANDO MINHA VISÃO DE MUNDO.

CONFESSO QUE, POR DIVERSAS VEZES, PENSEI EM RETIRAR ESTA PÁGINA. NÃO FIZ PORQUE ESTARIA ABANDONANDO UMA FONTE QUE É GULA: A DE ESCREVER. ENTÃO, VAMOS CONTINUAR JUNTOS.

25/03/2012

Washington vence a primeira peleja e deseja união no PT

Washington deseja união no PT


Terminou a contagem dos votos que elegeram os delegados do PT, credenciados para a prévia. Washington Oliveira teve 1.035 votos e Bira do Pindaré teve 808 votos. Com esse resultado deste primeiro momento Washington saiu vencedor, uma vez que as três chapas que apoiaram o vice-governador fizeram 124 delegados e as que apoiaram o deputado Bira tiveram 96 delegados.

Agora é esperar o dia 15 de abril em que os delegados vão dizer quem será o candidato do PT à Prefeitura de São Luís.

Veja os resultadodos:
As Chapas pró Washington

Construindo uma Nova São Luís – 675 votos (81 delegados)

Novo PT e Vanguarda – 63 votos (8 delegados)

Renovar é Preciso Sempre – 297 votos (35 delegados)

Chapas pró Bira do Pindaré

Mensagem ao Partido – 152 votos (18 delegados)

Bira Prefeito – 590 votos (70 delegados)

Sou mais Lula e Dilma – 66 votos (8 delegados)

NA AÇÃO SOCIAL DO CINTRA TEVE ATÉ BRINCADEIRAS PARA A CRIANÇADA

NA AÇÃO SOCIAL DO CINTRA AS PESSOAS TAMBÉM SE PREOCUPARAM COM A ESTÉTICA

CINTRA REALIZA UM DIA DE AÇÃO SOCIAL. VEJA AS IMAGENS DO ANTEDIMENTO




Em 1ª reunião com ministros, Dilma cria instrumento para monitorar projetos

Célia Froufe e Eduardo Cucolo

O governo decidiu criar um instrumento para monitorar o andamento dos projetos públicos. A cobrança sobre o ritmo da execução ficará a cargo da Casa Civil, conforme informou nesta segunda-feira, 23, o porta-voz da Presidência da República, Thomas Traumann. Segundo ele, a presidente Dilma Rousseff avaliou o projeto como "revolucionário" e "absolutamente indispensável para a reforma do Estado".

O governo decidiu tomar essa atitude pois se convenceu de que o Estado trabalha hoje com excesso de papel e as prestações de contas agora serão monitoradas de forma mais rápida. Anteriormente, de acordo com o porta-voz, elas se davam em prazos mais longos. O modelo desse programa deverá ficar pronto em até seis meses e a ferramenta será usada apenas para avaliações internas.

Um dos motivos que levaram o governo a criar esse instrumento é o fato de a classe C, em ascensão, ser uma forte usuária do serviço público. Foi avaliado que é necessário haver uma cobrança pelos projetos "na hora".

24/03/2012

EDITORIAL

Alguém comeu do meu queijo

Na acirrada polêmica estabelecida entre os Poderes da República, a de que se devem ou não participar do processo político eleitoral brasileiro, em que se devem eleger, pelo voto direto, vereadores, prefeitos e vice-prefeitos ditos fichas sujas, ao que nos parece, que há é ausência de dignidade, vergonha, probidade e outros valores nessa peleja.
Na prática, o que tudo leva a crer, é que não poderão mesmo disputar as próximas eleições, os ditos “fichas sujas”, em que estão inclusas desde não aprovação das contas pela Câmara Municipal, Tribunal de Contas e até desvios na natureza dos recursos. Contexto propício para que muitas autoridades possam colocar as suas barbas de molho em relação à responsabilidade quanto à destinação de valores públicos. Ou quando não, o atual momento também deve servir para que muitos “políticos” limitem suas gulas e atenham-se somente aos seus salários, pois esses sim são merecidos. E olha que salários!
Limpa ou suja não importa a terminologia, pois se não fora o princípio do Direito que se encontra com a Justiça, de que só pode condenar alguém quando a sentença já transitou em julgado, muito se pode tirar de lição, inclusive garantido a todos os supostos envolvidos em algum delito de natureza pública, que tenham também o direito ao contraditório e à ampla defesa.
Em alguns casos, no Brasil principalmente, cargos e mandados servem muitas vezes para esconder, camuflar desvios de conduta, atipicidades de toda ordem, fatos que deixam como conseqüência as violências que nos afrontam. Mas a pior das violências é a impunidade. Esta que enfraquece a Justiça, deixa o Estado, no sentido amplo, combalido e, ainda, reduz pessoas a estorvos.
Mas nem tudo está perdido. Há no horizonte da República, formada por pilastras que lhes dão sustentação, a democracia que nos faculta o bem maior: a liberdade. Passando ou não passando a ficha limpa, muitas fezes mais suja do que limpa, regozijemos nossa dignidade quando escolhermos nossos futuros representantes.
A construção de uma sociedade formada de ricos e pobres é normal no capitalismo. O que é injusto, portanto, são os abismos sociais entres os pobres e os miseráveis, sentido em que nos leva a pensar que alguém comeu do nosso queijo.

EDUCAÇÃO - CINTRA REALIZA AÇÃO SOCIAL E CONTEMPLA MILHARES DE PESSOAS.


Centro Integrado do Rio Anil (Cintra), situado no Anil, realiza Ação Social e beneficia mais de dez mil pessoas.
A Ação Social começou às 7:30 e encerrou às 13h, deste sábado (24). Durante as atividades foram oferecidos serviços em diversas áreas, sendo que as maiores demandas se concentraram na saúde. A maior concentração de pessoas foi para a retirada do cartão do SUS. Serviço que vai permanecer na escola por toda a próxima semana, conforme informou o diretor do Cintra, professor Arnaldo Martinho da Costa.
Servos oferecidos – aquisição do Cartão do SUS, da Hemonar, (doação de sangue), de fonoaudiologia, terapia ocupacional, orientação de nutrição (nutricionismo), neurologia, odontologia, clínica média, ginecologia, vacinação, esporte, recreação, outros jogos, prestação de assessoria jurídica, corte de capelo, estética, massagem de pele e outros.
Esta é a segunda Ação Social desenvolvida pelo Cintra em que leva serviços essências a milhares de pessoas, principalmente a pais de alunos, responsáveis e os próprios alunos. Estão previstas mais duas novas ações, que deverão acontecer em setembro e dezembro do ano em curso.
Atualmente estão matriculados na escola cerca de 9 mil alunos, 72 salas de aula, funciona nos três turnos, sendo pré-escola, ensino fundamental e médio.
Acompanhem neste blog mais informações da Ação Social do Cintra, pois a qualquer momento serão postadas.

23/03/2012

EDUCAÇÃO

Ministério da Pesca e Agricultura faz mapeamento do consumo de pescado nas escolas públicas brasileiras


O Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), com o apoio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) lança, nesta segunda-feira (19/03), um instrumento de pesquisa para mapear o consumo de pescado nas escolas públicas de todo o Brasil. O resultado do trabalho servirá de base para formulação de políticas públicas voltadas ao fortalecimento da cadeia produtiva e comercial do pescado no âmbito institucional, bem como de estímulo ao consumo de pescado pelos alunos da rede pública de ensino.

Esse mapeamento será feito durante os meses de março e abril (até 30 de abril) junto às Secretarias de Educação Estaduais e Municipais e às Escolas Federais. A meta para 2012 é aumentar a adesão à pesquisa por parte dos responsáveis pelo preenchimento do formulário, nutricionistas e responsáveis técnicos que integrem o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), para que seja possível obter o maior número de respostas.

Para o sucesso da pesquisa o MPA contará também com a parceria da União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) e Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed).

O preenchimento será realizado através do site do MPA, por meio de questionário eletrônico, visando maior praticidade e retorno por parte dos nutricionistas e responsáveis técnicos pela alimentação escolar. Os profissionais terão até o dia 30 de abril para enviar suas respostas.

http://www.mec.gov.br/

22/03/2012

Educação especial

Políticas de inclusão levam pessoas com deficiência às escolas e universidades

Até 2014, o Ministério da Educação deve completar a instalação em todos os municípios brasileiros de salas com recursos multifuncionais, espaços com material pedagógico e de acessibilidade para atendimento a estudantes pessoas com diversos tipos de deficiência. A afirmação foi feita pelo ministro Aloizio Mercadante, durante a solenidade de comemoração do Dia Internacional da Síndrome de Down. O evento foi realizado na manhã desta quarta-feira, 21, no Congresso Nacional, em Brasília.

Para ele, o Brasil tem uma dívida histórica com as pessoas com deficiência que, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), representam 24% da população nacional. “Ofertar ensino a esse público é obrigação do Estado e a dívida com essa comunidade é muito antiga e muito grande”, afirmou.

Presentes em 83% dos municípios brasileiros, mais de 24 mil salas com recursos multifuncionais já foram implantadas em escolas públicas federais, estaduais e municipais. Dominó e memória tátil, lupa eletrônica, calculadora sonora e programas computacionais adaptados estão entre os mais de 30 itens que compõem as salas.

Mercadante anunciou ainda que serão atendidos nas escolas da rede pública de ensino 378 mil crianças e adolescentes com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), administrado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Esse benefício é destinado a idosos ou pessoas com deficiência com impedimentos de longo prazo.

O ministro citou outras políticas de sua pasta destinadas a permitir maior acesso desse público. “Ainda há no Brasil crianças pobres que não vão à escola por problemas de acessibilidade. Vamos começar a buscá-las em casa, com a distribuição de 2,6 mil ônibus”, afirmou.

Outra ação que será implementada é a reserva de 150 mil vagas para qualificação profissional de pessoas com deficiência, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec). Desde 1998, o número de matrículas de estudantes especiais em escolas regulares passou de 43,9 mil para 558 mil em 2011.

Down - Comemorado internacionalmente há seis anos, o dia 21 de março é dedicado as pessoas com síndrome de Down, deficiência que decorre da alteração no 21º par de cromossomos do código genético. A data foi incluída no calendário oficial da Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Senadores, deputados, ministros de Estado e entidades ligadas à prestação de assistência a pessoas com deficiência se reuniram para homenagear personalidades e pessoas com a síndrome que se destacaram em suas áreas de atuação.

Kalil Assis Tavares é um dos 18 alunos com síndrome de Down matriculados em universidades federais. Ele foi um dos homenageados na cerimônia, por superar as dificuldades de aprendizagem e ser aprovado recentemente no vestibular para geografia na Universidade Federal de Goiás (UFG). “Pretendo ser professor de geografia. Estudava algumas horas por dia”, conta.

A mãe do jovem, Eunice Tavares, lembra que ele estudou no ensino regular e relata a reação do filho ao receber o resultado. “Foi uma opção da família. A gente acreditou nele e o colocou no ensino regular para ver como se comportaria. Quando recebeu o resultado do vestibular, ele ficou bastante emocionado, penso que não esperava.”

De acordo com os dados do Censo da Educação Superior de 2009, a quantidade de estudantes com algum tipo de deficiência intelectual matriculadas em instituições de ensino superior, públicas e privadas, chega a 465. Desse total, 62 estão em instituições federais.

Assessoria de Comunicação Social


http://portal.mec.gov.br



21/03/2012

Adesão de escolas ao programa Mais Educação cresce na região Nordeste

Os ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e da Educação (MEC) comemoram os resultados positivos das mobilizações na Região Nordeste, para adesão ao programa Mais Educação, que oferece turno integral de atividades em escolas da rede pública. Na semana passada, as reuniões de representantes das duas pastas com gestores estaduais e municipais de assistência social e de educação em Pernambuco, Ceará e Alagoas alavancaram o número de adesões de escolas com maioria de alunos beneficiários do Bolsa Família.
Em Pernambuco, até sexta-feira (16), 830 das 1.363 escolas aptas ao Mais Educação haviam aderido ao programa. “A mobilização teve uma reunião maior na capital e envolveu muitos municípios. Foi um resultado bastante positivo”, avalia a coordenadora-geral de Controle Social e Ações Complementares do MDS, Juliana Macedo. No Ceará, a adesão já chega a 52% da meta de 2.174 escolas. Em Alagoas, das 749 escolas selecionadas, 128 aderiram ao Mais Educação. Nesta semana, as reuniões prosseguem no Pará, Piauí, Bahia e Maranhão.
A lista de escolas aptas à oferta do turno integral de atividades, por meio do Mais Educação, é elaborada antecipadamente pelo MEC. Neste ano, foram selecionadas 15.595 escolas públicas com maioria de alunos beneficiários do Bolsa Família. Elas representam mais da metade das cerca de 28 mil escolas aptas em todo o país.
A prioridade do Mais Educação para escolas com alunos do Bolsa Família faz parte da estratégia do Plano Brasil Sem Miséria de fortalecer o acesso a serviços públicos de qualidade para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade e de pobreza extrema.
Os seis estados nordestinos e o Pará concentram 85% das 15.595 escolas com maioria de alunos do Bolsa Família selecionadas pelo Mais Educação. O prazo para adesão, que terminaria no próximo dia 31, foi prorrogado para 15 de abril. Com isso, Juliana Macedo acredita que haverá maior chance de cumprir a meta de oferta do turno integral nesses estados.
“A articulação que estamos fazendo tem duas grandes vantagens: a primeira é abrir espaço para tirar dúvidas, discutir os benefícios do turno integral e eliminar ruídos de comunicação que dificultem a adesão das escolas; a segunda, reunir gestores da assistência social e da educação para fortalecer o diálogo intersetorial”, afirma Juliana Macedo.

O PT PENSA ALTO E SAI NA FRENTE COM VISTAS ÀS ELEIÇÕES 2012

Diretório do PT de Arari tem se reunido todos os finais de semana

Desde o início do mês de março, integrantes do Diretório do Partido dos Trabalhadores, (PT de Arari), têm reunido todos os finais de semana, para discutir estratégias para as eleições municipais de 2012. Tem sido um momento oportuno em que o PT de Arari vem consolidando, em processo interno e democrático, da escolha de pré-candidatos tanto em nível do executivo quanto do legislativo, ou seja, pré- candidaturas majoritárias e proporcionais.

Na discussão - o calendário das eleições internas que definirão os possíveis postulantes aos cargos de prefeito e vice-prefeito de Arari, contexto em que estão sendo definidos os pré-candidatos à Câmara de Vereadores.

Os nomes que disputarão às previas de prefeito e vice-prefeito já foram postos. Concorrem João Fernandes, Luís Fernando Bogea, Nilson Ericeira e Marcio Jardim. A depender do resultado, em uma data ainda ser marcada conforme regimento do PT, alguns desses nomes podem concorrer mesmo é a uma vaga na Câmara de Municipal de Arari.

Os nomes que já estão praticamente confirmados como pré-candidatos a vereadores: José de Ribamar Batalha (mais conhecido como Batalha), Cafezinho, Juracy Fernandes, Antônio Neto, Nelson, Nazaré do Pimental e Nilson Ericeira.

Mas o PT é um Partido democrático e fará articulações com outros Partidos, conforme compatibilidade de alianças.

O PT DE ARARI PRESTIGIADO – em recente visita ao vice-governador, integrantes do PT deram mostras de maturidade política, pelo menos essa foi uma das declarações do vice-governado do Maranhão, Washington Oliveira.

Além de tratar de assuntos relacionados ao PT de Arari, integrantes do diretório, vereador e representantes sindicais prestaram apoio e solidariedade à pré-candidatura de Washington Oliveira a prefeito de São Luís.



20/03/2012

MENTIRAS QUE PARECEM VERDADES

Vivemos rodeados de coisas, percebemos os fatos e convivemos com pessoas. Deveríamos assemelhar-nos, amar-nos, multiplicar-nos na solidariedade, direcionar-nos apenas para o bem, mas infelizmente não é bem assim. Existem pessoas que se regozijam em oferecer ao outro, mentiras como se fora verdades. Alimentam-se dessa prática como que um veneno, satisfazem-se não somente em inocular, mas em destruir pessoas. Usam seres humanos para os seus sobressaltos. É triste, mas é verdade.
E todo esse recheio vem composto e muito bem embalado em mentiras que parecem verdades. Daquelas que o mais confiante dos amigos ousa, balança, titubeia, vacila, desconfia e, às vezes, põem em dúvida amizades garantidas pelos anos de comunhão, companheirismos, dificuldades e confiança. Percebe-se que a mentira é tão nociva que se assemelha a um câncer, pode-se até traduzir com uma doença social: das relações, por exemplo. A palavra sagrada traduz: “infeliz do homem que confia em outro homem”. Como toda palavra das escrituras esta assertiva se enquadra perfeitamente na sociedade egocêntrica, multifacetada e de mídia (midiática). Veja, então que hoje procurei esse tom desagradável, verídico para tratar de mentiras tão reais que se confundem com a verdade. Conheço até pessoas que vivem na mentira, lambuzam-se, respiram e não conseguem sair dela. O resultado disso é que não formam imagem de seu caráter, não tem definição de integridade, dignidade, enfim valores que só na verdade e através dela somos capazes de conquistar.
Os muros postos pela mentira também alcançam alturas, mas a diferença entre estes e aqueles, o da verdade como valor absoluto, é que convergem no sentido genocida, etinocida. A verdade é um bem imensurável, que integra o patrimônio moral do ser humano. O mentiroso expõe germes orais por meio de ruídos que não se completam, defeca-se, quando ardil, e projeta-se no outro. Compará-lo ao invejoso pode não ser mera coincidência.
Os muros da verdade são imaginários, mas solidificam-se na dignidade, são preceitos de vida harmônica, ambientada, voltada para a comunhão. A mentira tem recheado persuasivos fortes, tão fortes que se camuflam e até confundem, mas não são. A vida nos oferece vários caminhos, entre os tantos, distinguem-se os opostos: verdade, mentira, fé, descrença, Deus, Diabo... O mundo é mundo e se define assim. O que converge e diverge faz parte dos resultados das relações.
Em síntese, a presença da mentira nos ambientes sociais cresce à medida que se tem banalizado a relação social em relação o respeito aos valores e a consolidação destes como exercício de cidadania. O mentiroso geralmente faz da mentira seu estrume, única possibilidade de ganhar a confiança dos que acreditam lhes podem promover. Por isso devemos ficar alerta, mas nunca estaremos livres.

Nilson de Jesus Ericeira Sousa

Poeta, jornalista, professor, psicopedagogo e estudante de Direito


19/03/2012

EDUCAÇÃO

DESTAQUE DE GESTÃO, ESCOLA DO TOCANTINS TEM ÍNDICE ZERO DE DEFASAGEM


Mecanismo usado para acompanhar o desempenho dos estudantes, a agenda indica a conduta do aluno em sala de aula e a assiduidade na entrega das tarefas.
Gincanas pedagógicas, oficinas, projetos temáticos e acompanhamento da frequência escolar. Propostas como essas enriquecem o aprendizado e a convivência na escola, além de tornar a instituição exemplo a ser seguido. No ano passado, a Escola Estadual Presidente Costa e Silva, no Tocantins, recebeu o título de Destaque Brasil do Prêmio Gestão Escolar, concedido pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). O prêmio aponta as melhores gestões em boas práticas pedagógicas em escolas do País.
Foram 10 anos de tentativas e aperfeiçoamento até receber a compensação. "A gente sabia que estava progredindo. Participar é uma política da escola", conta a diretora Adriana Pereira Aguiar. Os 349 alunos, estudantes das séries finais do ensino fundamental (5º ao 9º ano), participam de projetos como a Gincana Cultural Aquarela Costa e Silva. As turmas são divididas em cores e avaliadas em diversos quesitos, desde o rendimento até as relações interpessoais. "A rotina deles é monitorada na escola e pontuada para a turma", explica Adriana. Ao final do ano, os alunos que tiverem melhor desempenho na gincana são premiados com uma viagem cultural, dentro do próprio Estado.
Um dos mecanismos usados para acompanhar o desempenho dos estudantes é a agenda escolar, implantada em 2007. Nela são carimbados, diariamente, selos que indicam a conduta do aluno em sala de aula e a assiduidade na entrega das tarefas. "O retorno tem sido muito positivo. É um meio de comunicação entre a escola e a família, pois os pais também podem verificar se o professor oferece a devida atenção a seu filho", esclarece a diretora Adriana. Outro ponto que contribui para essa relação é que todos os 12 professores são exclusivos da escola.
A agenda ainda é utilizada como suporte ao projeto Uma Visão Social no Combate à Evasão Escolar, uma vez que controla a frequência do aluno. "Detectada a infrequência, a gente faz contato por telefone com a família, ou visitas domiciliares", diz a gestora da escola. Nos últimos três anos, conforme Adriana, a escola atingiu índice zero em defasagem escolar. Em 2009, a instituição obteve 5,1 na medição do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O número é superior à meta projetada para aquele ano (4,3) e à média nacional observada (4,0). A média estadual (3,9) também foi superada.
O projeto Lan House Monitorada também se beneficia da agenda escolar. A gente trabalha muito com diagnóstico, sempre buscando o porquê. Notamos que muitos alunos deixavam de vir à escola para frequentar a lan house, analisa Adriana. Para contornar a situação, a saída foi ampliar o atendimento no laboratório de informática da escola. Mas o uso não é totalmente livre. "O aluno recebe carimbos de positivo e negativo na agenda. A partir daí, ele adquire bônus para usar no laboratório no turno inverso", detalha. Em sala de aula, contudo, os alunos utilizam aparelhos do programa Um Computador Por Aluno para acompanhar as atividades pedagógicas.

Leia mais:

http://www.terra.com.br/portal



EDUCAÇÃO

Livro didático


Concurso para conservação do acervo desperta boas ideias

Com desenho de um sol estilizado, o aluno Vitor Hugo Oliveira de Araújo, do Colégio Municipal Neusa Goulart Brizola, foi selecionado no concurso artístico para mascote da campanha educativa de conservação do livro didático, em Macaé (RJ).
Com essa campanha, a Secretaria Municipal de Educação de Macaé foi a vencedora na categoria secretarias do concurso Ações Inovadoras, promovido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Os vencedores do concurso em todas as categorias apresentaram as ações inovadoras no 13º Encontro Técnico Nacional dos Programas do Livro, que terminou nesta sexta-feira, 16, em Curitiba.
A coordenadora do Programa do Livro da Secretaria de Macaé, Rose Tomaz, explicou que a campanha envolveu ações como concurso de slogan, de boas práticas do professor, curso de gestão do livro didático para professores, entre outras.
Na categoria escolas, a vencedora no âmbito nacional foi a Escola Estadual Geraldo Melo dos Santos, localizada no bairro Tabuleiro do Martins, em Maceió, com o projeto Encadernação.
O projeto é realizado no primeiro dia de aula em formato de uma gincana, com oficinas de encadernação; apresentação da peça teatral Livro, sem você não vivo, encenada pelo grupo de teatro da escola; mensagens elaboradas por alunos sobre conservação das obras e divulgadas por meio do sistema de som da escola. A equipe vencedora ganhou como prêmio um passeio para conhecer o Arquivo Público e a Biblioteca Estadual de Alagoas.
O diretor da escola, Nilson Ferreira da Silva Júnior, observou que, “com essa iniciativa, a escola aumentou de 60% em 2009 para 80% em 2010 a porcentagem de livros devolvidos com capa e em bom estado de conservação”. Para ele, o envolvimento dos pais, professores, funcionários e alunos foi fundamental para o sucesso do projeto.
Inovação – Lançado em agosto de 2011, o concurso Ações Inovadoras tem como objetivo selecionar e premiar as melhores práticas sobre remanejamento, conservação e devolução dos livros, além de disseminar essas experiências para que redes de ensino possam aplicá-las em suas localidades.
Diversos municípios e escolas brasileiros participaram da primeira edição do concurso, com apresentação de práticas que podem ajudar a aumentar o percentual de devolução do livro didático, no final do ano letivo.
Os vencedores dessa edição, na categoria 1, iniciativas de secretarias de educação, foram a Secretaria Municipal de Educação de Macaé (RJ), primeira colocada, seguida da Secretaria de Estado da Educação de Rondônia e da Secretaria Municipal de Educação de Maranguape (CE).
Já na categoria 2, além da Escola Estadual Geraldo Melo dos Santos, de Maceió, que foi destaque em âmbito nacional, foram selecionadas mais cinco escolas de cada uma das regiões brasileiras: Escola Estadual Waldemiro Peres Lustoza, de Manaus, na região Norte; Escola Estadual de Educação Básica Padre Francisco Goettler, de Jaboticaba (RS), no Sul; Escola Municipal Francisco Primo de Melo, de Araxá (MG), no Sudeste; Escola Municipal Luiza Bezerra de Souza, de Iguatu (CE), no Nordeste; e o Centro de Ensino Fundamental 306 Norte, de Brasília (Centro-Oeste).

Assessoria de Comunicação do FNDE

portal.mec.gov.br

EDUCAÇÃO

Livro didático


Concurso para conservação do acervo desperta boas ideias

Com desenho de um sol estilizado, o aluno Vitor Hugo Oliveira de Araújo, do Colégio Municipal Neusa Goulart Brizola, foi selecionado no concurso artístico para mascote da campanha educativa de conservação do livro didático, em Macaé (RJ).
Com essa campanha, a Secretaria Municipal de Educação de Macaé foi a vencedora na categoria secretarias do concurso Ações Inovadoras, promovido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Os vencedores do concurso em todas as categorias apresentaram as ações inovadoras no 13º Encontro Técnico Nacional dos Programas do Livro, que terminou nesta sexta-feira, 16, em Curitiba.
A coordenadora do Programa do Livro da Secretaria de Macaé, Rose Tomaz, explicou que a campanha envolveu ações como concurso de slogan, de boas práticas do professor, curso de gestão do livro didático para professores, entre outras.
Na categoria escolas, a vencedora no âmbito nacional foi a Escola Estadual Geraldo Melo dos Santos, localizada no bairro Tabuleiro do Martins, em Maceió, com o projeto Encadernação.
O projeto é realizado no primeiro dia de aula em formato de uma gincana, com oficinas de encadernação; apresentação da peça teatral Livro, sem você não vivo, encenada pelo grupo de teatro da escola; mensagens elaboradas por alunos sobre conservação das obras e divulgadas por meio do sistema de som da escola. A equipe vencedora ganhou como prêmio um passeio para conhecer o Arquivo Público e a Biblioteca Estadual de Alagoas.
O diretor da escola, Nilson Ferreira da Silva Júnior, observou que, “com essa iniciativa, a escola aumentou de 60% em 2009 para 80% em 2010 a porcentagem de livros devolvidos com capa e em bom estado de conservação”. Para ele, o envolvimento dos pais, professores, funcionários e alunos foi fundamental para o sucesso do projeto.
Inovação – Lançado em agosto de 2011, o concurso Ações Inovadoras tem como objetivo selecionar e premiar as melhores práticas sobre remanejamento, conservação e devolução dos livros, além de disseminar essas experiências para que redes de ensino possam aplicá-las em suas localidades.
Diversos municípios e escolas brasileiros participaram da primeira edição do concurso, com apresentação de práticas que podem ajudar a aumentar o percentual de devolução do livro didático, no final do ano letivo.
Os vencedores dessa edição, na categoria 1, iniciativas de secretarias de educação, foram a Secretaria Municipal de Educação de Macaé (RJ), primeira colocada, seguida da Secretaria de Estado da Educação de Rondônia e da Secretaria Municipal de Educação de Maranguape (CE).
Já na categoria 2, além da Escola Estadual Geraldo Melo dos Santos, de Maceió, que foi destaque em âmbito nacional, foram selecionadas mais cinco escolas de cada uma das regiões brasileiras: Escola Estadual Waldemiro Peres Lustoza, de Manaus, na região Norte; Escola Estadual de Educação Básica Padre Francisco Goettler, de Jaboticaba (RS), no Sul; Escola Municipal Francisco Primo de Melo, de Araxá (MG), no Sudeste; Escola Municipal Luiza Bezerra de Souza, de Iguatu (CE), no Nordeste; e o Centro de Ensino Fundamental 306 Norte, de Brasília (Centro-Oeste).

Assessoria de Comunicação do FNDE
portal.mec.gov.br

18/03/2012

BOM TEXTO

Não é a primeira e nem será a última que abro espaço neste blog para reconhecer valores do jornalismo maranhense, pois sou um dos que acredita no talento, na perspicácia, faro para a sacada da informação, sensibilidade e outros valores que formam o jornalista. Desta vez consagro neste blog, o texto, ou melhor, o contexto, no verdadeiro ensaio textual de Nieldson Furtado, jovem jornalista que descobre os espaços nas laudas da mesma maneira que os craques do futebol encontram espaços para desenvolver a arte de jogar. Neste caso, enriqueço esta mídia com o gesto do jornalista Nielsen, na certeza de que muitos leitores também vão se deleitar com a bela peça.



Adriano “O Imperador”: uma eterna tragédia grega

O povo grego, uma das mais singulares civilizações, deixou um enorme legado que foi absorvido e aprimorado ao longo dos séculos. Muitas civilizações foram edificadas nos alicerces da cultura grega, e muitos sábios foram buscar no néctar da cultura deixada por esse povo, a sapiência para embasar teorias que formam os pilares de grandes teses, que atualmente sustentam os mais diversos campos do saber.

A tragédia grega expôs uma nova maneira de perceber a sociedade daquela época, e toda essa discussão posta de forma fidedigna e sem máscaras, colocou nos palcos helênicos a arte cênica nua e crua, e iniciou o processo de maturação da escola literária naturalista.

Tal qual uma tragédia grega ou um romance naturalista, assistimos atônitos ao drama de Adriano, “O Imperador”, que parece está fadado a esse destino inexorável, que não mais condiz, com o carinhoso apelido recebido quando desfilava talento na Inter de Milão, time da cidade italiana que foi berço da grande civilização romana e teve em sua política “grandes imperadores” que deixaram seus nomes grifados na história da humanidade.

Adriano protagoniza a espetacularização de desencontros pessoais e perturbações, que encontram morada no seu mais íntimo e longínquo espectro das razões psíquicas de sua conturbada consciência. Não somos especialistas nessas particularidades do nosso (in)consciente, e em dados momentos podemos estar emitindo uma opinião que não encontra fundamentos em nenhuma teoria, ou mesmo, em qualquer achismo do senso comum. Entretanto, é possível perceber perturbações contundentes em uma frágil personalidade que perdeu o prazo para emancipar-se.

Os “imperadores” romanos também tiveram as suas perturbações, como o próprio Júlio César, considerado o maior líder do povo romano, foi um grande feitor de esquisitices e aberrações sexuais, que envolviam orgias e zoofilia. Era uma época em que essas práticas encontravam cumplicidade no seio da sociedade romana, que assistia a todas essas atrocidades com bastante naturalidade.

Em nenhum momento iremos fazer comparações, até mesmo por que os tempos são díspares. Mas, “O Imperador” Adriano, vem sendo figura assídua em casos de escândalos e esquisitices que o tiram cada vez mais das editorias de esportes.

É necessário que Adriano adquira consciência dos atos que destroçam a sua carreira como desportista. As oportunidades de dar a volta por cima estão ficando mais escassas e a ladeira cada vez íngreme. Adriano possivelmente terá outra oportunidade de encantar-nos com o seu futebol. E, ficaremos na torcida para que isso aconteça o mais célere possível, pois entendemos que ele terá o discernimento para perceber que tem essa dívida consigo. Cabe ao próprio Adriano, “Dá a Adriano o que é de Adriano”, sem nenhum trocadilho.

Um novo ambiente de trabalho e a proximidade da família é um ponto positivo. Ficar recluso da vida social não será o remédio. Porém, deixar-se fazer parte da espetacularização da vida através dos prazeres que lhes são apresentados, pode colocar em declínio permanente a carreira de um desportista que foi único e encantou o mundo quando se preocupava apenas em jogar futebol. Não queremos assistir aos próximos “Atos” dessa “Tragédia Grega”.


Nielsen Furtado

Jornalista profissional















17/03/2012

Branco de Memória”

Pinturas de João Ewerton homenageiam 400 anos de São Luís


História com arte, humor e criatividade. O artista plástico e designer multimídia maranhense, João Mendonça Ewerton, inaugura no próximo dia 02 de abril, às 10h, no São Luis Shopping, a sua nova exposição de pinturas. Intitulada “Branco de Memória”, a mostra reunirá 15 pinturas recentes produzidas na técnica acrílico sobre tela em homenagem aos 400 anos da cidade de São Luís do Maranhão. A entrada é franca.
As pinturas ficarão em exposição de 02 a 15 de abril, em horário comercial. “A mostra brinca com a memória do público, questionando de forma lúdica, divertida e bem humorada sobre o conhecimento dos 400 anos de história da cidade de São Luís”, disse Ewerton. Por meio de suas pinturas, o João Ewerton interage com a cidade e motiva o público a evitar que dê um branco na memória dessa história.

Todas as pinturas tem como referência o urbanismo de São Luís, seja nos seus aspectos arquitetônicos, seja no seu cotidiano e na sua gente, de forma interpretativa. Entre os temas trabalhados nas telas estão a releitura de azulejos coloniais e dos inúmeros detalhes das portas e sacadas coloniais. Ewerton realizará ainda este ano o musical “Upaon-açu a Ilha Equinocial”, em homenagem aos 400 anos de São Luis.

16/03/2012

POLÍTICA

Pré-candidatos de Bacabal participam de treinamento às eleições


Setenta e duas lideranças políticas suprapartidárias de Bacabal, pré-candidatos a prefeitos e vereadores do município, participaram do 1º Treinamento para Grupos Políticos na preparação da campanha eleitoral 2012. Iniciativa do deputado estadual Carlinhos Florêncio (PHS), o treinamento apresentou os módulos de Direito e Marketing Pessoal para Políticos, desenvolvidos pela ONG Maria Aragão, coordenada por Marcelo Pinto.

A mesa diretora dos trabalhos foi formada pelo pelos presidentes municipais Reinaldo Pereira (PT), Francisco Lopes (PSB), Roberto Hilley (PTS), Ferreirinha (PTC), o vereador Erivelton Martins (PP), a vereadora Liduína Tavares (PTB), a presidenta municipal Solaneide Rezende (PSDC) e o presidente municipal do PHS de Bacabal, Deputado Carlinhos Florêncio, que deu às boas vindas aos participantes.

As palestras foram apresentadas pelo advogado Jackson Roger Almeida, do Escritório Boden, Teixeira Advogados Associados, que discorreu sobre a Lei da Ficha Limpa, Propaganda Eleitoral e Limites e Possibilidades. O jornalista profissional Paulo Washington apresentou o módulo Marketing Pessoal, orientando sobre o conteúdo de discursos, dicas de oratória, comportamento, media-trainning e propaganda eleitoral.

Os trabalhos foram secretariados pelo assessor parlamentar Natinho Brito, e Dayanna Roberta, da ONG Maria Aragão. As palestras e cursos oferecidos pela ONG Maria Aragão são destinados a pré-candidatos a prefeitos, vice-prefeitos e vereadores; assessores jornaistas, contadores e advogados. Os módulos oferecidos são Direito Eleitoral, Marketing Pessoal, Eleitoral e Político e Contabilidade.

EDUCAÇÃO

Coordenadores do Parlamento Jovem Brasileiro se reúnem no Consed para preparação da 9° edição do programa

Aconteceu quarta-feira (15), em Brasília, o IV encontro anual dos coordenadores do programa Parlamento Jovem Brasileiro, promovido pela Câmara dos deputados em parceria com o Consed. O programa é uma oportunidade para que jovens cidadãos brasileiros possam simular, durante cinco dias, a jornada de trabalho dos deputados federais.

Durante o encontro foram definidas as diretrizes para a edição deste ano que se realizará entre 24 a 28 de setembro. Além dos membros da coordenação de relações públicas e do centro de formação da Câmara, estiveram presentes na abertura da reunião pela manhã, os deputados federais Jean Wyllys (PSOL-RJ), Luiz Fernando Machado (PSDB-SP) e o secretário de educação do Tocantins, Danilo de Melo Souza, representando o Consed.

Danilo destacou a importância do programa para área educacional citando a frase do educador baiano AnísioTexeira durante a sua fala:“É na escola onde se constrói a democracia”.

Segundo o secretário, essa é uma oportunidade para desenvolver o empreendedorismo dos jovens e criar uma cultura de participação na política. “A inserção da juventude na política é uma iniciativa para tratar questões relevantes para o país pensadas por eles, ajudando a construir uma imagem positiva da atuação política do cidadão”, analisou o secretário.

Flávio Elias, diretor da coordenação de relações públicas da Câmara, atribuiu às secretarias de educação o sucesso do programa. “No ano passado tivemos um avanço absolutamente significativo pelo trabalho desempenhado pelas secretarias de educação e também pelos deputados federais. Tínhamos uma média de 200 projetos inscritos e ano passado chegamos a dois mil”, contou.

Ascom/Consed
Leia mais:
www.consed.org.br

EDUCAÇÃO



Inscrições para Olimpíada de Língua Portuguesa começam segunda-feira

As inscrições para a terceira edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro começam em 19 de março e vão até 25 de maio.
Os estudantes de escolas públicas da educação básica e seus professores de língua portuguesa vão trabalhar textos de quatro gêneros literários. O tema é “O lugar onde vivo”. Alunos do quinto e sexto ano do ensino fundamental vão desenvolver a poesia; sétimo e oitavo ano, textos no gênero memória; nono ano do ensino fundamental e primeira série do ensino médio, crônica; segunda e terceira séries do ensino médio, artigo de opinião.
As inscrições serão feitas na página eletrônica Comunidade Virtual, criada para a Olimpíada de Língua Portuguesa, e que estará disponível na internet a partir de segunda-feira, 19. O processo tem duas etapas: a primeira é a adesão das secretarias de educação dos 26 estados e do Distrito Federal e dos 5.565 municípios. A segunda é a inscrição da escola.
Dividida em etapas, a seleção de textos dos alunos começa na escola, depois acontece no município, no estado, na região e por último em âmbito nacional. A premiação – medalhas, obras literárias, microcomputadores, aparelhos de som portáteis, entre outros itens –, é para o aluno e o seu professor. No final do concurso, os promotores da olimpíada entregam prêmios a 20 estudantes e 20 professores, mas nas fases intermediárias também há prêmios para alunos, docentes e escolas.

Leia mais:
http://www.mec.gov.br/

15/03/2012

EDUCAÇÃO DE SÃO LUÍS NO ABISMO SOCIAL

Antes que alguém possa insinuar que alguma outra intenção exista, que não a de formar opinião e refutar irresponsabilidades a quem outorgamos poderes, produzo-lhe com emancipação do diploma e pelo exercício de cidadania que deveria ser a todos conferido.
O quê dizer dos alunos das escolas públicas municipais de São Luís que estão fadados a própria sorte? Pois o período letivo de 200 dias está inegavelmente comprometido e a formação dos alunos da rede municipal também. Então esperar o quê de uma administração que determina reformas, pinturas e construções nos prédios escolares após o período normal de férias acrescido de 30 dias do TAC com o Ministério Público. Com isso somam-se prejuízos incalculáveis. Antes o piche não chegasse e nosso aluno pudesse se deslocar a sua escola, voltar de férias, reencontrar-se com seus colegas, formar novas amizades, interagir, crescer, aprender, estudar... Isso e muito mais está nos sendo negado. O que nos negam são direitos de cidadania. De que adiantam paliativos, se o supra-sumo da formação humana está combalido diante de omissão e descaso. Mas caso prefiram podem até confirmar: e chamar tudo isso de irresponsabilidade. As pessoas quando assumem cargos públicos pressupõe principalmente responsabilidade.
Diante de escolas fechadas há mais de 60 dias, do descaso, desamor e falta de responsabilidade com a educação municipal, ausência de compromisso e até inaptidão para gerência do bem público, a atual administração de São Luís, por mais que tente camuflar a realidade não consegue ante a um quadro desolador. O cenário é de tristeza e melancolia. Ver escolas fechadas sem a zoada das interações mais se parece com a morbidez dos cemitérios. A que condição nos submeteu a atual gestão do Executivo Municipal. Ele mesmo que, quando criticado da não realização de suas ilações, rebate com repreensões à mídia, dizendo-se emitir proposições e não promessas. Mas que diferença faz se nem uma coisa nem outra se realizam. Pelo contrário, esse sistema tem submetido milhares de pessoas em formação ao crime da negação do ensino público em idades e séries preconizadas na Carta Magna.
Todos sabemos dos cuidados que o administradores públicos devem ter pela Lei de Responsabilidade Fiscal e a 8.666,que trata das licitações, porém, ressalta-se que quando se trata de educação não se pode dar margem a um descaso dessa dimensão, ao ponto de seguirem-se dias e meses sem aula: isso é desolador. Agora, “sem nenhum desconforto”, autoriza-se reforma, pintura, adequação de instalações dos prédios e até construção de novas escolas”. Mas que fachada é essa? Parece que tudo vai se realizar por miragem ou numa sacada da cartola mágica. Conclui-se, portanto, que é mais uma demonstração de desconhecimento e falta de sensibilidade. O que era para ser feito no descanso merecido de mestres e alunos, é tocado a tom de caixa com a rapidez da “política”.
Enganam-se quem pensa que as autoridades agindo assim prejudicam somente os alunos das escolas municipais de São Luís, mas sobremaneira, afrontam a sociedade desta cidade, quando submetem pais, e responsáveis pelos alunos e todo o município a esse vexame. Sobra, então, o desconforto de uma gestão pobre, medíocre, descompromissada com a formação de quem lhes outorgou poderes e o pior: está fadando futuras gerações a um fracasso inevitável.
Pensamos que muito desse descaso deve-se à pretensão do atual gestor em esquivar-se de uma administração participativa, preferindo uma gestão autofágica, autoritária, centralizadora e imediatista, mas não é só isso, pois quando se abandona a educação se está fadado ao egoísmo e pela nutrição egocentrista que podem levar a muitas doenças sociais.
A tudo isso só há uma saída: a desaprovação desse modelo anacrônico e visivelmente opaco numa sociedade que está sendo penalizada em um dos seus maiores patrimônios: a educação de seu povo.

Amor de pai

É feito passarinho no cio.
Não tem hora para grazinar,
agasalhar, acasalar e exalar...
Amor!
Amor de pai é parceiro,
e o primeiro.
Amor de pai é andarilho.
Anda sozinho em reflexões,
em multidões.
Amor de pai cobre o corpo,
zela a alma, cura feridas,
cicatrizes.
Amor de pai vaga sozinho,
carrega no peito seu broto,
acolhe no coração.
Amor de pai é paz,
sementes, estradas, caminhos,
nosso porto seguro,
é tudo, carinho, afeição...
Nilson Ericeira


Robrielli

12/03/2012

PENSANDO A CIDADE III

Hoje senti na pele o caos do trânsito em São Luís. Sair mais cedo que de costume, por volta da 8h, pois me anteciparia na resolução de algumas situações. O trânsito estava infernal, ou melhor, congestionado. Já passei pelas avenidas da Cidade Operária com muita dificuldade. Ali não há sinalização, os poucos sinais que existem não tem manutenção, se tem, há um quê de desinteresse, certamente.
Adiantei-me, mas a Avenida Guajajaras trancou minhas pretensões. Preocupado com compromissos assumidos, chateei-me. Disse-me, é preciso pensar a cidade pensando nas pessoas que nela vivem. Todos sabem, principalmente as autoridades, se não, deveriam saber, que no retorno do Tirirical há uma grande concentração de veículos vindo da Br 135, assim como saem na mesma Br e, além disso, convergem nos canais da Ilha rumo ao centro, Cidade Operária, Cohab, etc. Até aí não vi um agente de trânsito, clara amostra de má distribuição das rotas. Desculpem-me mais uma vez, pois não sou engenheiro. E tentei seguir... Agora, já na Franceses, concentram-se uma enorme quantidade de veículos literalmente “imóveis”. As ondas médias anunciam acidentes: no Canto da Fabril, na convergência Getúlio Vargas-Franceses – em frente ao Hospital Aldenora Belo.
No sentido bairro centro estava assim, mas no sentido centro Cidade Operária, não é diferente, há uma moto embaixo de um carro, em frente ao prédio da Secretaria de Segurança, óbvio não: o trânsito de São Luís agoniza. Novamente sou informado de que uma pessoa passa mal dentro de um carro e é resgatado por ambulância nas imediações do Hospital Presidente Dutra (Universitário). Alguém sugere que as autoridades andem de helicóptero. Boa idéia! Resolvido um problema, mas e a população?
E depois de cerca de 1:30h vejo dois agentes de trânsito, afinal eles existem. E tome tédio e aflição. E ainda se passaram mais 30 minutos para chegar ao Monte Castelo, na Avenida Getúlio Vargas. Ufa!
Essa narrativa não tem sido diferente dos outros dias. Mas é que hoje resolvi contá-la. Imaginem que muitos são os problemas de nossa cidade e que pelo que parecem poucos são os que refletem os tais, ou têm responsabilidade em amenizar o sofrimento do povo. Aí concorrem, para exemplificar, a falta de estrutura das vias; não têm abrigos nas paradas de ônibus; não tem sinalização horizontal e vertical; em alguns bairros de espécie nenhuma, não têm passarelas, o número de agentes de trânsito parece insuficiente ou mal escalado, não há disciplina nos estacionamentos públicos, não têm corredores especiais para ônibus,enfim: não há ordem.
Isso para dizer que podemos até pegar chuva e sol nas paradas, andar em ônibus sem condições dignas, não ter controle dos nossos horários e com isso ter prejuízos, e às vezes nem sair de casa, misturamo-nos aos automóveis em meio a congestionadas avenidas de São Luís, por não ter ordem e respeito ao pedestre...
Podemos nos oprimir, mas de uma coisa ninguém pode nos privar: a de reagir a esses desmandos no momento que formos colocados coletivamente ao nosso aceite.
Sabemos, entretanto, que os desmandos de São Luís, não são de hoje, vêm seguindo à sua história. Ninguém é responsável sozinho, mas não podemos viver na ilusão de ótica, muito menos deixar de aguçar nossa percepção. Um motorista que anda nessa cidade todos os dias certamente pudesse dá algumas informações a respeito de como se pode amenizar esse caos diário de São Luís.
Todos sabemos que São Luís é uma cidade que comporta nela a Cidade Nova e a Cidade Velha. Há aquela que os franceses edificaram sob pedras e que, agora em ruínas, resiste aos desmandos. E também um novo cenário que, em círculo, se distancia da Cidade Cultural, patrimônio da Humanidade, e se edificada na periferia, servindo inclusive como cidades-dormitórios. Nesta moram legião de pessoas desassistidas...
Mas existe algo em comum entre as duas cidades que formam uma só: o caos, pois não há planejamento nas ações. Isso está claro e sentido por todos que nela habitam. Entendo que há outros grandes centros que compõem a cidade em que prescinde da presença do Estado e suas políticas e, para isso, é preciso aparelhá-la para não somente enfrentar os problemas, que não poucos.

10/03/2012

ELEIÇÕES 2012: PAR PODE SER INSTRUMENTO PARA CONTINUIDADE DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS

Secretarias devem revisar o plano para o ciclo de gestão que vai até 2014


Thiago Minami
Especial para o Todos Pela Educação

Um dos objetivos do Plano de Ações Articuladas (PAR) é garantir a continuidade das políticas educacionais, que costumam sofrer quebras quando há troca de governo em estados e municípios. Romeu Caputo, diretor de Apoio aos Sistemas Públicos de ensino e Promoção da Infraestrutura Física e Tecnológica Escolar da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC) diz acreditar que as eleições para prefeito em 2012 serão mostrarão a eficiência do plano na manutenção de boas políticas educacionais.

Entenda mais sobre o PAR aqui

A principal vitória dessa política pública, de acordo com os envolvidos, foi a melhora na articulação entre estados, municípios e o MEC. “Antes atendíamos um número reduzido de municípios, que tinham de apresentar seus projetos espontaneamente para obter auxílio federal”, diz Caputo. “Agora conseguimos chegar a todos igualmente.”

“Estados e municípios puderam conhecer melhor os pontos de destaques da política do ministério, inclusive para financiamentos”, opina Maria Nilene Badeca da Costa, presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed)e secretária de Educação de Mato Grosso do Sul.

Para Cleuza Rodrigues Repulho, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), foi possível, pela primeira vez, diagnosticar de modo fiel os problemas das escolas brasileiras. Uma das conclusões, por exemplo, é de que apenas 43% dos municípios têm plano de carreira para os professores, item listado como essencial no Plano Nacional de Educação (PNE). “Também foram obtidos dados sobre a formação de professores, a infraestrutura das escolas e a existência de conselhos locais”, diz.

Cleuza, que já foi gestora do MEC, conta que, no início, muitos municípios eram resistentes ao PAR. As dificuldades técnicas – o sistema é todo informatizado e depende de internet – e a necessidade de elaborar diagnósticos e ações em detalhes foram obstáculos. No caso de haver conselho escolar, por exemplo, é necessário enviar ao Ministério o CPF de todos os integrantes. Para prestar assessoria às secretarias municipais, foram feitas parceiras com universidades federais e secretarias estaduais para treinar técnicos que visitaram as cidades.

O atraso na elaboração do plano em muitos municípios acarretou demora na liberação de verbas pelo FNDE durante os primeiros anos do plano. Para Caputo, isso era esperado. “Respeitamos o ritmo de cada um, por isso não estamos trabalhando com datas bem definidas. Mas claro que os mais acelerados têm ações mais rápidas do MEC.”

Novo ciclo

O novo ciclo do PAR, que vai até 2014, inclui mudanças técnicas para facilitar o uso das ferramentas online. A fiscalização de obras de infraestrutura das escolas também está mais rigorosa: serão requeridas informações mais detalhadas para evitar desperdício de recursos. Além disso, as secretarias de Educação locais devem reavaliar as ações que serão tomadas para corrigir problemas listados na etapa de diagnóstico.

As recomendações do guia para o próximo ciclo enfatizam a importância da participação da comunidade na escola. Pedem que se crie uma lei estadual que institua e regulamente os conselhos escolares. O objetivo é que o órgão possa participar e intervir legalmente nas decisões e no dia a dia da Educação.

O MEC instituiu o plano em 2007 e o administra em parceira com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O PAR é uma ferramenta de planejamento para auxiliar as redes de ensino estaduais e municipais na elaboração de políticas educacionais.

Fonte: site Todos Pela Educação

SORTUDO!



O acadêmico de direito Glaysson Pacheco ficou feliz com o novo Código

Quem agora não tem desculpas para abstrair conhecimentos dos códigos relacionados aos diversos ramos do Direito, inclusive o Constitucional, é o acadêmico do 6º período do curso de Direito, Glaysson Pacheco. É que ele foi agraciado com um Vade Mecum que foi sorteado por representantes da editora.

Os seus colegas, futuros operadores do direito, ficamos felizes com o resultado do sorteio, pois o Vade sorteado ficou em boas mãos e, com certeza, nosso colega fará muito bom uso.

09/03/2012

Washington Oliveira concede entrevista à Radio Capital e responde a perguntas dos ouvintes


Agora, à noite, em entrevista ao jornalista Gilberto Lima, o vice-governador Washington Oliveira, pré-candidato a prefeito de São Luís, que vai disputar à prévia do PT, com o também pré-candidato deputado Bira do Pindaré.
O vice-governador falou também das ações do Governo do Estado nas áreas de saúde, segurança pública, educação, turismo, emprego, saneamento básico, funcionalismo público, transportes e outras.
Em relação à segurança Washington admitiu que têm poucos, policiais, cerca de sete mil, mais adiantou que o Governo estadual deverá realizar concurso ainda este ano. Seguiu explicando da importância do modo petista de governar e que se for para servir o povo sempre estará à disposição.
Declarou que o Estado do Maranhão é um dos estados que mais cresce no Brasil e que precisamos estar preparado com mão de obra qualificada, sentido em que a educação tem um sentido essencial.
Vamos dizer assim - Na verdade Washington deixou boa impressão aos ouvintes, uma vez ter demonstrado conhecimento dos problemas do estado e saber como enfrentá-los. Em relação à capital São Luis, não mudou o tom, mostrou-se otimista em relação às prévias, sempre respeitando todos os filiados e que, caso seja o eleito nas prévias, saberá como conduzir o processo político da melhor maneira possível.
No final, agradeceu ao jornalista, reconhecendo a grande audiência do programa Comando da Noite e disse que mesmo não dando para responder a todas as perguntas, declarou que é um prazer está ao lado do povo.

Flor!

Flor!
Terra, mar, água e vento
Intempéries e ar... respiração!
Orvalho numa sequidão
Vida em raiz descendente
Ascendente à gravidade.

Flor!
Ainda nem nasceste e existe
Em pó, em sopro, micro-partículas
Que existe, sobre-existe
Teu ser!

Flor!
Composição meta-física
A física desse roçado que é mundo...
Pai celestial e mãe natureza
E ainda aguardam pacientemente
Esse brotar de teu solo
talo, hipotalo, pétalas, sementes.
És rosa...

Mas que espetáculo!
Num cenário mais lindo!
Que crava a vida
És um cravo sem sexos
Ou nexos materiais:
Pois só amor te define.

Flor!
Da infância, menino(a), moleque, adulto
E na maior idade
Perfuma-se, transforma-se
Flor em essência
Sêca em peta-aladas,
Caídas, sofridas
És única.

Ser, sede flor
Apesar dos espinhos...

Nilson Ericeira
Robrielli

08/03/2012

HOMEAGEM ÀS MULHERES

PROFESSORAS DO CE PAULO VI COMEMORAM O DIA
 INTERNARCIONAL DA MULHER


Mulheres de Atenas


(Compositor: Chico Buarque)
Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres de Atenas
Vivem pros seus maridos
Orgulho e raça de Atenas
Quando amadas se perfumam
Se banham com leite, se arrumam
Suas melenas
Quando fustigadas não choram
Se ajoelham, pedem imploram
Mais duras penas, cadenas
Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres de Atenas
Guardam-se pros maridos
Poder e força de Atenas
Quando eles embarcam soldados
Elas tecem longos bordados
Mil quarentenas
E quando eles voltam, sedentos
Querem arrancar violentos
Carícias plenas, obcenas
Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres de Atenas
Despem-se pros maridos
Bravos guerreiros de Atenas
Quando eles se entopem de vinhos
Costumam buscar um carinho
De outras falenas
Mas no fim da noite, aos pedaços
Quase sempre voltam pros braços
De suas pequenas, Helenas
Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres de Atenas
Geram pros seus maridos
Os novos filhos de Atenas
Elas não tem gosto ou vontade
Nem defeito, nem qualidade
Têm medo apenas
Não tem sonhos, só tem presságios
O seu homem, mares, naufrágios
Lindas sirenas, morenas
Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres de Atenas
Temem por seus maridos
Heróis e amantes de Atenas
As jovem viúvas marcadas
E as gestantes abandonadas não fazem cenas
Vestem-se de negro, se encolhem
Se conformam e se recolhem
As suas novenas serenas
Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres de Atenas
Secam por seus maridos