30/06/2010

NOITE DA SEDUC NA BARRACA DO VOS

NOITE DA SEDUC NA BARRACA DO VOS

NOITE DA SEDUC NO ARRAIAL DO VOS

Noite da Seduc na Barraca do VOS
No Arraial da Lagoa dia 28 foi um sucesso a noite da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) na barraca do Voluntariado de Obras Sociais (VOS), . O arraial contou com diversas apresentações de grupos de bumba-boi e a participação de gestores educacionais, diretores de escolas e servidores do órgão.


Além da comercialização de comidas típicas, como arroz de cuxá, arroz de Maria Isabel e torta de camarão, bebidas, doces e bolos. O diferencial este ano foi a venda de bilhetes da rifa de uma TV 42” tela plana. O ganhador recebeu o prêmio das mãos da assessora de Comuinicação Carina Lindoso. Quem ganhoun o televisor? Foi Zildene,  diretora do Centro de Ensino Maria José Arargão, localizado na Cidade Operária.
A renda da Barraca é toda revertida ao VOS e este bateu novo record, chegando a cifra de R$ 8.630,00.
Mais uma vez a equipe de servidores da Seduc que de forma voluntpária e desprendida participam desse elevado empeendimento social.

Em média, 20 servidores da Seduc fizeram o atendimento ao público nas mesas e no balcão. O preparo dos pratos e iguarias da culinária maranhense ficaram por conta das escolas da Região Metropolitana de São Luís. Os doces, bolos e produtos de artesanato FORAM DOADOS PELAS 18 Unidades Regionais de Educação (UREs).

VEJA NAS OUTRAS IMAGENS DA BARRACA DA SEDUC.

22/06/2010

Alunos do Cintra se apresentam em manifestação folclórica de alto nível

Alunos são aplaudidos de pé pelos presentes. Um verdadeiro
produzidos por alunos e professores.

EDUCAÇÃO DO MARANHÃO


No detalhe, as autoridades assistem à apresentação dos alunos do Cintra

EDUCAÇÃO DO MARANHÃO

Cintra recebe o secretário de educação Anselmo Raposo

O secretário de Educação  Anselmo Raposo visitou hoje, dia 22, o Centro Integrado do Rio Anil - Cintra. No local, foi ofrerecido um café da manhã para o secretário e todos que participaram da recepção ao secretário.
O Cintra abriu as portas mais uma vez não somente para receber seus alunos e professores que marcaram presença no café-da-manhã. O diretor da escola saudou a todos e agradeceu a visita do professor Anselmo, ao mesmo tempo em que aproveitou a oportunidade para reinvindicar pleitos para a referida unicadade de educação.
O Cintra mostrou o que há de melhor do ponto de vista da integração escola comunidade e interação cultural, no momento em que foram apresentadas manifestações folclórica organizada por alunos e professores da escola. Um verdadeiro espetáculo de sensualidade integral, no sentido de que o corpo se comunica na sua totalidade. 
Já o secretário Anselmo Raposo anunciou medidas na área educacional e ressaltou que estaria indo a uma audiência com a governadora Roseana Sarney no sentido de que a mesma assinasse as promoções titulações dos professores que segundo informações dele próprio chegam a novel mil beneficiados. Outro informe é que o Estatuto do Magistério também seria assinado pelo governadora, após umm intenso trabalho entre as partes. Referindo-se ao sindicato da categoria e a Seduc ( representante do governo).  
O diretor do Cintra Arnaldo Martinho fez um relato das atividade da escola e agradeceu o apoio que tem recibido da Seduc e resaltou que muitas conquistas já se refletem após as dedertimnações da governadora Roseana Sarney.

19/06/2010

AINDA NO ANIVERSÁRIO DE MINHA VÓ SINHÁ

AS IRMÃS BENEDITA E ZEFINHA,
NUM RARO MOMENTO DE EXTREMA FELICIDADE
E AMOR ETERNO...
PORQUE A INSPIRAÇÃO AS VEZ
E PORQUE A NOSSA VÓ SINHA SE ALEGRA DESSE
AMOR E... ENCANTOS.
CACILDA ROSA ( VÓ SINHÁ OU MÃEZINHA)  FEZ 97 ANOS DE IDADE E OS FILHOS,
NETOS, BISNETOS E TATARANETOS FESTEJARAM COM MUITA
ALEGRIA.
MEUS PARABÉNS, POIS SEI QUE TAMBÉM FAÇO PARTE DESSA ALEGRIA.

ANIVERSÁRIO DA MINHA VÓ SINHÁ

Vó Sinhá ladeada dos filhos Marcelino, Bnedita (Dudu), Genezina,
Zefinha, Antônia Lobo, e Elesita. Na segunda foto, vê-se minha mãe,
Eliesita Ericeira, ao fundo.

POLÍTICA


O pré-candidato a vice-governador do Maranhão, na coligação PT e PMDB, no momento em que é cumprimentado pelo presidente do PT, do Maranhão, Raimundo Monteiro. O Encontro estadual do partido dos Trabalhadores, aconteceu hoje, pela manhã e foi bastante concorrido. Instante em que foram divulgados os nomes do pré-candidatos a deputados estaduais e federais. Além disso, também foram aprovados os nomes de suplente de senador.

POLÍTICA

PT tem nome em Arari


Eu sou mesmo pré-candidato a deputado estadual. Hoje estive no encontro estadual do Partido dos trabalhadores em que foram homologados os nomes dos candidatos a vice-governador, suplente de senador e deputados estaduais e federais.

O PT vai mesmo coligar com o PMDB, no Maranhão, seguindo orientação nacional. O candidato a vice-governador é mesmo Washington Oliveira.

Arari, conforme foi divulgado no encontro conta ainda com dois outros nomes, o do vereador Cafezinho e do militante Márcio jardim, sendo que o primeiro vai para federal e o segundo para federal.

O meu nome é o que encontra consenso no PT de Arari, uma vez que Luís Fernando, que está ao meu lado, no encontro tinha sido o primeiro nome escolhido, porém, por questões pessoais, veio a desistir da pré-candidatura.

14/06/2010

AULA INTERATIVA

Aula Interativa Plural dos substantivos compostos

O plural dos substantivos compostos pode ser feito de diversas formas, obedecendo à classe que pertençam e os elementos que o compõem. Vejamos os principais casos:

1) Variam os substantivos, os adjetivos e os numerais ordinais.

A banana-pêra = as bananas-pêras (substantivo + substantivo)

a) batata-doce = as batatas-doces (substantivo+adjetivo)

b) O puro-sangue= os puros-sangues (adjetivo+substantivo)

c) A quarta-feira= as quartas-feiras (número ordinal+substantivo)


Obs: Você pode criar seus próprios exemplos.

Siga os modelos acima e depois consulte uma boa gramática.

2) quando aparece uma preposição entre os dois substantivos, somente o primeiro elemento varia. Note que o elemento é um substantivo.

A dor-de-cotovelo= as dores-de-cabeça

O amigo-da-onça= os amigos-da-onça

A mula-sem-cabeça= as mulas-sem-cabeça

Nota importante: Existem dois compostos dessa mesma regra em que a preposição não aparece explicitamente.

O cavalo-vapor= os cavalos-vapor

O guarda-marinha= os guardas-marinha= guardas-marinhas

• Este último, porém, também admite a pluralidade dos dois elementos que o constitui.

2) Quando o composto é formado por dois substantivos em que o segundo elemento limita o primeiro elemento. Neste sentido, indica a idéia de semelhança, tipo, finalidade. Neste caso, podemos flexionar apenas o primeiro elemento.

A banana-maçã = as bananas-maçã

O salário-família= Os salários-família

• Continuaremos este assunto, na próxima interação. Sempre lembrando que ensinamento é interação e, com isso, temos consciência que aprendemos juntos.

Nilson Ericeira

ANIVERSÁRIO DO SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO

No momento em que Dilton se pronunciava
O secretário Anselmo e a sua esposa Fernanda
Aplausos

ANIVERSÁRIO DO SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO

Secretário de educação recebe manifestação de funcionários

O secretário de Educação prof. Anselmo Raposo foi surpreendido hoje, dia de seu aniversário. É que funcionários da Seduc reuniram-se no auditório da instituição para comemorar o seu aniversário.

A professora Áurea, funcionária da Seduc e agora, assessora especial, demonstrou todo seu afeto e carinho pelo secretário, lembrando inclusive de Cecília Meireles, em sua fala. Seguiu com a sua oratória que, segundo ela, tem amizade com o aniversariante há muito tempo. Não obstante, o secretário retribui o carinho, quando da sua fala. Outro que seguiu com a celebração foi o Dilton, atual gestor da UGAM. Também parabenizou o secretário e ofereceu os presentes ao mesmo. Um quadro e um terno.

Dilton disse que era um presente de todos os funcionários.

O secretário emocionado disse que não pensava em ser secretário e que o trabalho tem sido intenso e que encontra na sua família força para sua luta. Ressaltou encontrar forças na sua esposa. Agradeceu a todos e disse que serão muito importantes nos desafios que o maranhão tem nessa área.

Da festa foi isso que eu registrei, poderia pontuar das falas pontos relevantes, mas que não estão dentro do contexto do aniversário, por isso o porquê da omissão.

Depois foram só os comes e bebes.

No detalhe, o professor Anselmo Raposo receebe o presente. Abaixo, a professor Áurea discursa.
 
 
 
 
 

11/06/2010

MINHA VISÃO SOBRE A COPA DO MUNDO

*Nilson de Jesus Ericeira Sousa


Um gol de placa em um placar relevante

Igual a quase todo brasileiro eu também sou amante do esporte, em particular o futebol. Entendo que tenho a síndrome da estrela. Faço parte de uma geração que desprovia ainda de muitos espaços públicos para bater a tradicional pelada na nossa Arari. Em razão disso, guardamos referências eternas que residem em nós como ícones indecifráveis, somente capaz de nos mover a um sentimento que algo precisa ser feito no sentido que o esporte seja definitivamente incluso no currículum fundamental das escolas brasileiras como meio e fim essencial à formação do homem. O esporte unido a outros saberes podem contribuir para que seres humanos se encontrem na sua totalidade. Desta forma é essencial que se pratique a cidadania a partir de laboratórios sociais, ou seja, das instâncias da escola. É lá que se diz, ou melhor, transmite que os “políticos” na maioria das vezes, dizem e agem como querem seus “marqueteiros”, quiçá, seus patrocinadores.

Não obstante, nós no Maranhão, principalmente em relação à educação, os desafios são muito grandes. O que, sem pessimismo da minha parte, não acredito seja resolvido em um só mandato, numa medida provisória, mas num processo constante de políticas integradas à educação e, num contexto em que insira o esporte, a cultura na sua diversidade rica de que no Maranhão é peculiar, e encontre no Estado seu gestor maior em companhia da sociedade que se faz representar. Maior interessado em que a justiça se estabeleça para a maioria de seus entes.

É preciso que o mundo enxergue as mazelas que ainda existem em países africanos, nos países periféricos da América e no Brasil, em particular em que há ainda um estado de necessidade, aspirante ao assistencialismo e, outros, sem assistencialismo nenhum em que a violência, na maioria das vezes, é lida apenas como resultado final da violência produzida. Política pública do Estado assumida no tecnicismo social e sem dividendos eleitorais, talvez seja apenas utopia da minha parte que pensa reflexivamente.

Não seria uma boa acolhida que, os prêmios da Copa do Mundo, o futuramente em tudo a cerca, que não é pouca coisa, fosse repassado imediatamente para aldeias que ainda tem fome de todos os gêneros. Será que uma atitude com essa magnitude não evitaria que irmãos vitimados por doenças e inanição morressem a todo instante? Uma vez que há um sentimento de união em vista desse evento. Entendo que a Copa do Mundo poderia servir muito bem como catalisador recursos para que alguns absurdos, abismo sociais e desumanos, pudessem ser, neste momento, pelo menos amenizados. Se o egoísmo que nos atormenta permitisse outros olhares sobre a mesma situação, esta, talvez fosse uma boa idéia. Minha síntese é, nem só de discursos vive o homem. Pensando bem uma competição em que o melhor placar fosse à atitude dos homens sensíveis a outros irmãos que necessitam de acolhida, amor humano e fraternidade. Alguém precisa dá esse pontapé. Este sim seria uma placar relevante. Então, para que serve a Copa do Mundo?

Nilson de Jesus Ericeira Sousa

Poeta, jornalista, professor, psicopedagogo e estudante de Direito

Blog: ribanceiramaranhense.blog.spot.com

07/06/2010

MOMENTO NOBRE















O poeta e escritor Pedro Neto no momento em que
autografa o livro: Geografia Prosa & Poesia, de sua
autoria, e entrega ao jornalista Nilson Ericeira

Pedro Neto - GEOGRAFIA Prosa & Poesia

Um livro para todas as gerações

Do livro - recebo com carinho o livro Geografia Prosa & Poesia, de autoria do intelectual Pedro Neto. A obra trata a Geografia de forma diferenciada e inteligente. Eu sei que em tudo há poesia, principalmente quando se alia conhecimento literário e expressão de mundo, tão bem registrada por Pedrinho em sua escrita.

Registro uma particular e especial admiração pelo poeta, pelo intelectual, pelo militante e, principalmente, pela figura humana a qual tenho o privilégio de me considerar amigo.

Pedro Oliveira Dutra Neto (Pedrinho) – Com quem convivi no PT, nas interações ideológicas cujo primado será libertar Arari. Local que eu nasci e Pedro Neto passou a infância, tendo em vista, ele ser natural de Vitória do Mearim, município o qual todos reconhecemos com de grande valia para o desenvolvimento e acolhimento das pessoas dessa região.

Pedro Neto – o Pedrinho da Rua da Franca, é licenciado em Geografia pela UFMA, lecionou e leciona em cursinhos, escolas particulares e é professor efetivo do quadro dos professores do Estado do Maranhão.

Pedro Neto já tem outras publicações – entre elas, em coletâneas, tais como “O Bêbado e o desequilibrado, Domingo e Amor Virtual”.

Para nós de Arari, um grande orgulho e para o Maranhão, especial contribuição de um irmão de Arari que se sobressai, ou melhor, destaca-se com sua inteligência rara e especial.

A você, Pedrinho, o meu carinho e a certeza que pode contar com a minha contribuição no que for possível.
Nilson Ericeira

04/06/2010

As nossas relações nos fortalecem


Os homens são mortais ou são imortais? Quando nos referimos à matéria orgânica, esta perece tanto quanto um objeto que se deprecia e vira pó, à medida que o tempo passa. Mas há os que acreditam na imortalidade da alma que se desprende do corpo e ganha vida em outra dimensão e, se, não fosse, a crença de que os homens serão julgados pelos seus feitos, ou se, de fato, fossem julgados pelas suas atitudes benéficas ou maléficas à humanidade, mas por origem, o egoísmo, com certeza, já teria destruído o mundo. Entendemos que não somente porque temos a certeza de um juízo final, mas porque precisamos amar os nossos irmãos, independente de quaisquer condições.

Há os que, no poder, demonstram verdadeira inabilidade com a sociedade e fazem questão de demonstrar falsa aparência, estetizam para ludibriar e até vociferam em bom tom como se tivessem num mundo único, só deles e de seus instintos animalescos. A habilidade do homem é para andar, falar, socializar, orar, amar..., não para destruir, ferir, iludir, prostituir, se arrastar. Há sempre os dois caminhos. Porém, acreditamos que essência dos seres humanos é a sua vocação para o bem, não para o mal, para a destruição, isso é transgressão. Não devemos acolher somente os que nos querem bem, mas a todos, que indistintamente muitas vezes nos ignoram.

Tudo na vida tem um sentido. Deus nos deu a capacidade de discernimento, muito mais que isso, a dádiva da vida e a capacidade de convivermos com nossos semelhantes. Há um discurso crescente de que as pessoas, velhos conhecidos, não procuram os amigos por uma tal ausência de tempo. Não há tempo pára amar? Não é isso que aprendemos como valores fundamentais da família, da religião, da sociedade.

Há uma corrida lançada no meio de todos nós, isso é inegável, mas não podemos nos isolar em clausuros como se fora uma camisa de força que nos sufoca e, ainda, justifica-se com o discurso de que o tempo não é suficiente para as interações fundamentais que alimentam o nosso, ser, o nosso espírito e aumentam a nossa expectativa de vida.

Na perspectiva de que nossos valores são lubrificados pelas nossas relações, e que, nossa convivência harmoniza o nosso corpo e nossa alma, é que, devemos refletir sobre nossas práticas no nosso dia-a-dia. Então fiquem certos de que as nossas relações nos fortalecem.

Nilson de Jesus Ericeira Sousa

Poeta, jornalista, professor, psicopedagogo e estudante de Direito




Prece-poema

Prece-poema


Acordei com saudade de você

O tempo frio não me desconcentrou

Nem mesmo a aurora do tempo em nossa cidadezinha

Sentei-me no mesmo banco, na mesma praça

De frente para a igreja

E a matriz nos vigiava solenimente

As andorinhas já se punham em seus cantos

Abrigos, moradas que as gerações cultivam

O rio, o tempo o ar e o céu me embebeciam por ti

Hoje me nutrem de saudades

E ativismo

Num instante, olhei para mim

Vi-me ao teu lado

Igual quando contávamos nossas histórias

Olhei para ti, projetei-me novamente naqueles sonhos

Sonhos pueris

E, em minha bicicleta velha, velozmente

Igual minhas pedaladas fui a tua direção

Ao teu encontro

Vi-me na praça fazendo hora para vê você chegar

Com aquele traje colegial

Rosto de menina, passos de uma musa

E, como se, em minhas mãos, pudessem cruzar o que

No pensamento já se formara: o amor

Amor menino, pueril, intrépido, feliz!

E via-jante em sonhos

Sonhos que naquela praça não se apagam

Vão e vem, divagam noutros encontros e

Desencontros que a vida faz.

Nas tuas mãos seguro ainda

Em cordas vocais

São veias aortas que me unem a ti.

Nilson Ericeira