28/11/2009

O tempo não apaga

São coisas que o tempo não apaga.


Têm encontros muito importantes em nossa existência. Fiquei muito feliz ao encontrar o poeta, professor, musicista, jornalista e funcionário público Ivandro Coelho. Trata-se de um dos grandes nomes do Maranhão. Ivandro Coelho participou da Comae – Conferência Maranhense de Educação, na condição de delegado pela regional de Chapadinha.

O jornalista Ivandro Coelho é intelectual de primeira hora, com quem tive a felicidade de dividir muitas interações e ensinamentos na Ufma, quando cursávamos Comunicação, com especialidade em Jornalismo. Ivandro Coelho vive um momento muito feliz com o nascimento de sua filha.

Ivandro eu vou esperar a letra da música de que te falei. Entendo ser este um momento muito propício.

Entre o nosso diálogo eu propus reconhecermos a nossa geração de excelentes jornalistas! Parece brincadeira, mas num dado instante tive a impressão de que nossos hábitos não mudaram. São coisas que o tempo não apaga.

24/11/2009

Conferência de Educação



Fique por dentro:

Aconteceu nos dias 12 e 13 de novembro, no auditório do Uniceuma – Campus III – Anil, A COMAE, Conferência Municipal de Educação. No bojo das discussões: temáticas relacionadas à educação do Maranhão. Nesse sentido, a organização da Conferência dividiu em salas de I a V. No Eixo I – Justiça Social Educação e Trabalho: Inclusão Diversidade e Igualdade; no eixo II: Qualidade da Educação. Gestão Democrática e Avaliação; no Eixo II: Democratização do Acesso, Permanência e Sucessão Escolar; no Eixo IV Forma de Valorização dos Profissionais da Educação e no Eixo V: Financiamento da Educação e Controle Social.

A próxima – De 25 a 27 de novembro, no Espaço Renascença – acontece a Conferência Maranhense de Educação – Etapa importante porque entre outros objetivos elege delegados para a Conferência Nacional.

A exemplo da Conferência Municipal, que envolveu municípios da Região Metropolitana, cuja organização foi um sucesso, a etapa estadual promete.

A abertura será às 17h e contará com a presença do Secretário de Estado da Educação Professor César Pires. Perto de 700 delegados participarão da Conferência. Serão representados o poder público, os movimentos sociais, entidades ligadas à educação de todos os municípios maranhenses.

A temática é: “Construindo o Sistema Nacional Articulado de Educação: Plano Estadual de Educação, Diretrizes e Estratégias de Ação”. As Conferências Intermunicipais aconteceram nas 19 sedes das Unidades Regionais de Educação do Estado do Estado. Na Conferência estadual serão eleitos 70 delegados que deverão que irão representar o Maranhão na Conae – Conferência Nacional de Educação, que acontecerá de 28 de março a 1º de abril de 2010.

23/11/2009

Frase do Dia

"O CLAMOR DO SILÊNCIO É BEM MAIOR E MAIS ELOQUENTE DE QUE OS GRITOS DE QUEM DISCURSA".

É essa vida!

Que valeu a pena


Mesmo com ausência de alguns


Que valeu a pena pescar


Correr, viver, amar...


Sentar-se à sombra das árvores


Passarinhar


Correr nos campos que agora não existem mais


Andar no sol quente


Em vento morno


Barriga colada na costela


A fome doía


A procura de alimentação


Valeu viver a vida


Falar a verdade,


Mesmo que quebrassem os ossos


Valeu seguir exemplos


Respeitar, tomar bênção,


Pegar não mão, sofrer junto.


Valeu sufocar aquele velho grito no


Peito


Perfeita repressão...




Valeu a pena falar, escutar e sumir


Valeu a lápide, a pedra, a poeira, o chão


Valeu o grito de gol mesmo que não o fosse


Muito mais a torcida que o evento


Muito mais as pessoas que suas ações


Valeu a pena sorrir para aquela criança


E muito moço.


Senti-me sênior


Muito mais forte e sem opressão


Foi muito bom pular a cerca


Dividir o pão


E nessa vida beber todas as águas


Ter certeza que outras sedes virão.

Nilson Ericeira

16/11/2009

Conferência de Educação elege Delegados

Aconteceu nos dias 12 e 13 de novembro, no auditório do Uniceuma – Campus III – Anil, A COMAE, Conferência Municipal de Educação. No bojo das discussões: temáticas relacionadas à educação do Maranhão. Nesse sentido, a organização da Conferência dividiu em salas de I a V. No Eixo I – Justiça Social Educação e Trabalho: Inclusão Diversidade e Igualdade; no eixo II: Qualidade da Educação. Gestão Democrática e Avaliação; no Eixo II: Democratização do Acesso, Permanência e Sucessão Escolar; no Eixo IV Forma de Valorização dos Profissionais da Educação e no Eixo V: Financiamento da Educação e Controle Social.


O Secretário de Estado da Educação abriu o evento conclamando a todos no envolvimento da educação do Maranhão. Também elogiou a organização do evento em nome de quem parabenizou a equipe, citando a professora Sônia Maciel pelo empenho, dedicação e responsabilidade com que tem conduzido às ações na Unidade Regional de Educação (URE) de São Luís.

Na conferência Maranhense de Educação foram escolhidos os delegados à Conferência Estadual. Após esse momento houve a posse dos delegados e pose para foto oficial.

As questões da Conferência foram amplamente discutidas e a participação dos atores do processo educacional se fizeram representar nas plenárias com direito a vez, voto e participação.

A Conferência Estadual de Educação já está marcada para os dias 25, 26 e 27 de novembro.

No encerramento da Conferência as professoras Sonia Maciel, Lúcia Helena (Gestora da URE de Rosário) e Narcisa Enes agradeceram a presença de todos.

11/11/2009

Tintinritins!

No dia 08 de novembro, fiz aniversário, a data foi comemorada ao lado de meus pais, meus irmãos, meus sobrinhos, e minhas amigas Joana e Elisamar. Algo de diferente aconteceu. Apesar de quando os filhos se tornam adulto cada um vai para o seu lado. Ontem foi assim: como um encontro daqueles de infância que fazemos na hora do almoço ou do jantar. Naquela alegria! Tornamo-nos meninos outra vez!


Sinto-me muito feliz quando em datas assim, ladeiam-me pessoas cujos presentes são os que menos significam, aliás, tenho mania de fazer mais questão da presença e troco sempre o presente pela presença da pessoa amiga. Aquela que ama e que faz questão de você da maneira que você é. Sem tintinritins.

A áurea - Tenho uma idéia de como era a vida de meus pais quando eu nasci. Foi na Rua da Franca, em Arari, na Casa do senhor Manoel de Sousa, que era alugada para a nossa família. Depois nos mudamos para a outra casa na mesma rua. Meu pai era sapateiro e pescava para complementar a “renda”. Naquele dia 08 de novembro de 1962, minha mãe me conta que foi uma alegria só. Dona Àurea, a parteira, me pegou pela primeira vez e daí em diante só deu eu! Pretensioso não! Depois fui acolhido por outras mães: mãezinha, minha avó, Biô e Tereza de Azin que me amamentou. Eu era levado da breca, como dizia meu avô Palaio. Tenho dito que sou um milagre de Deus!

Luta - Depois veio o impaludismo - malária infecção causada por protozoário do gênero Plasmodium, transmitida pela picada de mosquitos e que se caracteriza por calar frios e febre - aquela febre [braba] que alguns chamam de Sezão e também muita luta contra a nanição, subnutrição.

Um pedido - Se eu tivesse que fazer um pedido a Deus eu pediria para proteger meus pais e vigiar meu filho eternamente, onde quer que ele vá. E que a primeira e a última flor da minha vida nunca se espalhe em pétalas e sim, em essências. Nada de material me agrada, aliás, estou com a síndrome de abstinência à hipocrisia. As coisas são para serem usadas e as pessoas para serem amadas.

No cardápio – A lembrança de amigos que nunca me esquecem e muitas gargalhadas. Eu confesso que já fui mais solitário. O tamanho da solidão era exatamente igual ao tamanho do que eu pensava que merecia. A solidão depende muito de quem estamos acompanhados e de que forma estamos gerindo a nossa vida. Essa é a receita! Os amigos são amigos independentes da crise que se evidencia. Não move o pé nem nas catástrofes e nem no oases.

À minha mãe Eliesita Ericeira – A certeza do amor que ela sente por nós, seus filhos. Essa plenitude no falar e no agir igual a uma pessoa sapiente e bondosa cujo coração suporta a dor com simplicidade. A ela os ensinamentos e a humildade que quero ter a vida inteira, a ela eu dedico todas as minhas glórias. Quando eu rio eu penso que rio por ela. Quando eu me imagino inseguro eu lembro de cada gesto, de cada frase e de tudo que me passou. Minha mãe é a minha vida.

07/11/2009

A Escola Santa Tereza é entregue a comunidade

O Secretário de Estado da Educação, professor César Pires, entregou nesta sexta-feira 06, às 10h, a Unidade Integrada Santa Tereza. Trata-se de mais uma escola totalmente reformada e entregue no atual governo e que fica localizada na Cidade Operária. Ressalta-se que a Unidade Integrada Pedro Alvares Cabral também passou por ampla reforma. Esta escola localiza-se na Avenida 01 do Jardim América, Cidade Operária. A escola Padre Newton Pereira está entre as escolas em que o governo autorizou a reforma e que as empresas já assinaram a ordem de serviço.


A escola Santa Tereza foi totalmente reformada e ainda ganhou duas quadras, uma poliesportiva e uma de piso de areia. No momento da entrega da escola o secretário de educação ainda apresentou a ordem de serviço de cerca de dez prédios escolares. No momento, os representantes das empresas responsáveis pelas reformas, assinaram a ordem de serviço. Estavam presentes nessa solenidade, professores, alunos pais de alunos, gestores das escolas estaduais e autoridades da Seduc que o acompanharam.

A diretora da Unidade Santa Tereza, foi à primeira autoridade a se pronunciar. Ela disse que estava emocionada e muito feliz e que aquela ação se traduz na luta de todos que constroem a escola, mas reconheceu o empenho do secretário César Pires. O secretário por suas vez esclareceu que não abre mão da política de educação que tem sido disseminada no Maranhão, no governo da governadora Roseana Sarney. Entre outros aspectos fez questão de enfatizar o aspecto pedagógico no contexto educacional, porém também se referiu à ambiência da escola como fator agregador desses valores que sustenta a educação de boa qualidade.

Percebe-se que na Escola Santa Tereza um ambiente agradável. Momento antes da entrega da escola pela autoridade da educação estadual, alunos lanchavam num dos pátios cobertos da escola. Percebia-se a ordem e a disciplina dos estudantes que, enfileirados tomavam o lanche. Nesse dia os alunos lancharam pão e suco. (Foto do registro dos alunos na hora da merenda)